Projeto social promove descarte correto do óleo de cozinha em Jaguariaíva (PR)

No município de Jaguariaíva, no interior do Paraná, um projeto de coleta e reciclagem do óleo de cozinha caseiro tem motivado e conscientizado a população à respeito da preservação ambiental, além de promover a prática pedagógica nos cursos para jovens aprendizes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A iniciativa é do Departamento de Ensino Profissionalizante (DEP) da Secretaria de Indústria Comércio e Turismo (Smict), braço executivo da Prefeitura Municipal.

Batizado de “Óleo que Transforma”, o projeto foi desenvolvido em julho do ano passado por jovens aprendizes em atividade supervisionada. Eles eram encarregados do recebimento dos óleos de cozinha da população, como explica a diretora do DEP, Tania Marodim Assim. Ela afirma que todo o material coletado é armazenado em um galão apropriado no próprio departamento.

Em seguida, a empresa parceira do projeto, a GRT de Ponta Grossa, recolhe os galões e os endereça para diversas finalidades, como a fabricação de biocombustível, ração animal e até produtos de limpeza.

De acordo com os formandos do curso de Assistente Administrativo, Karen Pavuk, Nicole Rossoni e Laerty Fernandes, participarem do Óleo que Transforma tem sido uma experiência muito enriquecedora. “Além de pesquisar sobre o assunto, para saber mais sobre os impactos ambientais do óleo no meio ambiente, também temos interações com a comunidade e donos de comércio para divulgar o programa e conseguir mais adesão ao descarte correto”, diz Laerty. Os formandos também destacam a contribuição ao meio ambiente. “Um litro de óleo coletado deixa de poluir quase um milhão de litros de água”, diz Nicole.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia tambémEm PE, quem doar óleo de cozinha usado, ganha desconto na conta de luz

Projeto social promove descarte correto do óleo de cozinha em Jaguariaíva (PR)
Foto: Divulgação / Óleo que Transforma

Elisangela Santana, que trabalha como professora e coordenadora do projeto, diz que o envolvimento dos jovens aprendizes dá à eles a oportunidade de se superarem, levando em conta que nas palestras sobre o assunto eles precisam vencer a timidez e inibição. “Nossos alunos tem sido bastante elogiados e isso é muito gratificante, pois vemos eles se superarem, criarem e ainda ajudar a conservar o meio ambiente”.

Para que continue tendo relevância, o Projeto Óleo que Transforma espera continuar contando com o envolvimento da população. Aqueles que desejarem se engajar na causa precisam apenas depositar o óleo de cozinha em garrafas PET e entregá-las ao Departamento de Ensino Profissionalizante. O departamento fica na Rua Nicanor Soares S/N, no Centro de Jaguariaíva, e atende pelo telefone (43) 3535-3222.

Leia tambémAlunas transformam óleo de cozinha em sabonete para os sanitários de sua escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Folha Extra

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,829,971SeguidoresSeguir
24,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Faxineiro do interior baiano vence obstáculos e se forma em jornalismo em Brasília

Ronaldo Rocha, de 24 anos, formou-se em jornalismo pela Faculdade Anhanguera, em Brasília, curso financiado com o salário de faxineiro, função na qual o...

Desde os 6 anos, príncipe da Dinamarca estuda em escola pública

O príncipe da Dinamarca, Christian, filho dos príncipes herdeiros Frederik e Mary, é o primeiro membro da Casa Real dinamarquesa a ingressar em uma escola...

Atriz Giulia Gam leva meninos que vendem bala para shopping, compra presentes e se emociona

Que atitude mais linda da atriz Giulia Gam! Chega essa época do ano, toda criança sonha ganhar um presente de Natal. Quando deixava a academia...

Dez maiores favelas do Brasil lançam vaquinha para apoiar ações sociais

Em parceria com a plataforma eSolidar, G10 das Favelas quer impulsionar projetos de impacto social e incentivar o empreendedorismo nas comunidades.

Morador de rua de BH vence o crack com a ajuda da literatura e já tem dois livros publicados

O mineiro Roberto Nascimento, de Governador Valadares, encontrou na literatura a porta de saída do vício no crack. “De morador de rua a poeta”....

Instagram

Projeto social promove descarte correto do óleo de cozinha em Jaguariaíva (PR) 3