Início INSPIRAÇÃO Superação Projeto empodera meninas de comunidades com aulas sobre autoestima e liderança

Projeto empodera meninas de comunidades com aulas sobre autoestima e liderança

O Brasil lidera o ranking dos piores países para as meninas viverem, ao lado de países como Guatemala, Nova Guiné, Sudão e Burundi, segundo o estudo Every Last Girl, realizado pela ONG Save The Children.

As meninas são constantemente vítimas de preconceito, assédio e todo tipo de violência, física e psicológica. Historicamente, as mulheres são reduzidas a papeis subalternos na sociedade. Uma sociedade machista que dificulta a ocupação de espaços importantes, em todas as esferas, e que são delas por direito.

Viviane Duarte é uma das muitas mulheres que lutam todos os dias contra essa realidade. A inspiração veio de dentro de casa, da mãe, com quem aprendeu a empreender desde pequena, quando já sonhava ser jornalista.

“Precisávamos fazer com o que tínhamos nas mãos. E fazíamos. Vencemos juntas. Eu poderia ter brincado mais, eu poderia ter feito aulas de inglês, eu poderia ter aulas de como ser princesa, mas precisava trabalhar com a realidade de milhões de meninas do Brasil não é”, conta Viviane.

Os anos passaram e, hoje, ela está realizando seu sonho de ser jornalista. Viviane é fundadora da plataforma PLANO FEMININO. Uma plataforma de conteúdo, educação e assessoria pioneira no Brasil. Um dos projetos da iniciativa é o Plano de Menina, que tem como objetivo dar voz e oportunidades a meninas de comunidades do país. Este ano o projeto está sendo realizado em São Paulo, SP, nas comunidades do Capão Redondo e Grajaú, na Zona Sul da cidade.

unnamed

“O projeto conta com mentoras que dão aulas sobre autoestima, liderança, corpo e pertencimento, feminismo, racismo, políticas, entre outras disciplinas que são ministradas por meio de oficinas e aulas dinâmicas por mulheres incríveis: juízas, jornalistas, advogadas, publicitárias, lideres comunitárias, economistas, empreendedoras e com a ex-consulesa da França e ativista negra, Alexandra Loras”, explica.

A jornalista apresentou o projeto no TedxSãoPaulo deste ano, apresentando algumas pesquisas que mostram que o PIB de um país pode crescer a partir do momento em que as meninas forem empoderadas e realizarem seus planos. Ou seja, empoderar uma menina significa ajudar a economia do país. Significa, sobretudo, combater a cultura do machismo, promover a igualdade de gênero e avançar na construção de uma sociedade mais justa para todas e todos.

unnamed-4

unnamed-5

plano-de-menina-interna

unnamed-2

unnamed-1

unnamed-3

Para mais informações sobre o projeto, clique aqui.

Fotos: Reprodução

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,393FãsCurtir
1,679,029SeguidoresSeguir
8,241SeguidoresSeguir
11,000InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e...

Casal gay adota bebê com HIV que foi rejeitada por 10 famílias

Pouco depois de nascer, Olivia foi abandonada em um orfanato. Na fila de adoção, foi rejeitada por 10 famílias. O motivo? A menina é...

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é...

Instagram