Projeto empodera meninas de comunidades com aulas sobre autoestima e liderança

O Brasil lidera o ranking dos piores países para as meninas viverem, ao lado de países como Guatemala, Nova Guiné, Sudão e Burundi, segundo o estudo Every Last Girl, realizado pela ONG Save The Children.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As meninas são constantemente vítimas de preconceito, assédio e todo tipo de violência, física e psicológica. Historicamente, as mulheres são reduzidas a papeis subalternos na sociedade. Uma sociedade machista que dificulta a ocupação de espaços importantes, em todas as esferas, e que são delas por direito.

Viviane Duarte é uma das muitas mulheres que lutam todos os dias contra essa realidade. A inspiração veio de dentro de casa, da mãe, com quem aprendeu a empreender desde pequena, quando já sonhava ser jornalista.

“Precisávamos fazer com o que tínhamos nas mãos. E fazíamos. Vencemos juntas. Eu poderia ter brincado mais, eu poderia ter feito aulas de inglês, eu poderia ter aulas de como ser princesa, mas precisava trabalhar com a realidade de milhões de meninas do Brasil não é”, conta Viviane.

Os anos passaram e, hoje, ela está realizando seu sonho de ser jornalista. Viviane é fundadora da plataforma PLANO FEMININO. Uma plataforma de conteúdo, educação e assessoria pioneira no Brasil. Um dos projetos da iniciativa é o Plano de Menina, que tem como objetivo dar voz e oportunidades a meninas de comunidades do país. Este ano o projeto está sendo realizado em São Paulo, SP, nas comunidades do Capão Redondo e Grajaú, na Zona Sul da cidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

unnamed

“O projeto conta com mentoras que dão aulas sobre autoestima, liderança, corpo e pertencimento, feminismo, racismo, políticas, entre outras disciplinas que são ministradas por meio de oficinas e aulas dinâmicas por mulheres incríveis: juízas, jornalistas, advogadas, publicitárias, lideres comunitárias, economistas, empreendedoras e com a ex-consulesa da França e ativista negra, Alexandra Loras”, explica.

A jornalista apresentou o projeto no TedxSãoPaulo deste ano, apresentando algumas pesquisas que mostram que o PIB de um país pode crescer a partir do momento em que as meninas forem empoderadas e realizarem seus planos. Ou seja, empoderar uma menina significa ajudar a economia do país. Significa, sobretudo, combater a cultura do machismo, promover a igualdade de gênero e avançar na construção de uma sociedade mais justa para todas e todos.

unnamed-4

unnamed-5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

plano-de-menina-interna

unnamed-2

unnamed-1

unnamed-3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para mais informações sobre o projeto, clique aqui.

Fotos: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mãe “supera” morte de filho doando seu leite materno

Nas redes sociais, ela encontrou seis mães que precisavam de leite para dar de alimento aos seus bebês.

Esse cosplay do Eleven do ‘Stranger Things’ é a coisa mais engraçada que você verá hoje

O cosplay mais incrível que vimos este ano está oficialmente encontrado. Hoje estreou a segunda temporada de 'Stranger Things', e os fãs já não...

Ben & Jerrys reuniu pessoas que se amam, mas que tem opiniões políticas diferentes para conversarem e pararem de brigar

"A gente acredita que discutir política é essencial, mas nem sempre essas conversas são tranquilas, né? Por isso a gente resolveu chamar pessoas que se amam, mas que estão em conflito por terem opiniões políticas diferentes."

Mulher acha fatura de cartão e R$ 400 na rua, paga a conta e procura dono pelo Facebook (PR)

Beatriz Galindo foi motivo de "alívio" para Danielle, na última semana. Ela encontrou R$ 400 e a fatura de um cartão de crédito perdidos,...

99 recebe doações de brinquedos em corridas de táxi para crianças carentes

Todo mundo ganha nessa ação: a criança, quem doa e o motorista também!

Instagram

Projeto empodera meninas de comunidades com aulas sobre autoestima e liderança 3