Projeto incentiva mulheres a andarem juntas para diminuir a insegurança

A ideia surgiu daquela sensação ruim que toda mulher já teve caminhando sozinha, de que havia alguém mal intencionado por perto. A insegurança de que se alguém a abordasse ali ‘o que ela poderia fazer sozinha?’

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para diminuir esses riscos, a jornalista Babi Silva, de 24 anos, criou o projeto “Vamos Juntas?”. “Percebi que tinham muitas mulheres sozinhas no escuro, no mesmo lugar, talvez se sentindo como eu [medo]”, conta ela.

Babi então compartilhou sua ideia de sororidade (união entre as mulheres) no Facebook e o movimento ganhou força. “As pessoas acabaram publicando e compartilhando em alguns grupos fechados de mulheres. A repercussão foi tão grande que a gente criou a página ‘Vamos Juntas?’”, explica Babi, que diz que a ideia é fruto de seu interesse e estudo na área de colaborativismo.

Com apenas 48 horas no ar, a página já tinha 10 mil curtidas e em poucos dias ultrapassou a marca de 100 mil.

Nesse espaço, mulheres contam suas histórias. “É algo que propõe uma solução real a esse problema e por isso tem uma aderência grande”, diz Babi sobre o sucesso instantâneo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vamos juntas? no Rio Grande Record! 🙂

Posted by Vamos juntas? on Domingo, 2 de agosto de 2015

11145223_675388902595052_3746951273659341430_n

11781674_675962852537657_435495136907780461_n

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

11781819-1092334310794851-6000835540373275996-n

11822701_674168482717094_2600277278455310150_n

11866478_679716458828963_1443775795137181565_n

11892160_681601001973842_2403995378092308570_n

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

movimento-vamos-juntas

Fonte: Facebook Vamos Juntas?

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Judoca que catou latinhas para comprar 1º kimono lidera ranking brasileiro e vai disputar medalha em mundial

Paulo Ricardo teve que, literalmente, lutar muito para vencer na vida. Essa não é somente a história de um judoca vitorioso, mas de um...

Igreja usa o dízimo para construir casas para quem não tem onde morar

Nas últimas semanas, uma igreja em Araruama vem chamando atenção pela sua inovação na hora de utilizar o seu dízimo. O pastor da Assembléia de Deus...

Hétero convida amigo gay sem par para irem ao baile de formatura juntos

Aqueles que estão bem resolvidos com relação à própria sexualidade, especialmente os homens héteros, dificilmente demonstrarão ter uma masculinidade frágil e agressiva. Em outras...

Ensaio traz depoimentos de mulheres que são minoria na profissão

Criado e produzido pela agência Base Propaganda, o ensaio “Destruidoras” traz depoimentos de mulheres que falam como é ser mulher em profissões onde os...

Mãe e filho se reencontram em SP após ficarem separados por 24 anos e 9.500 km

Em maio do ano passado, o edifício Wilton Paes de Almeida, no centro de São Paulo, veio abaixo, deixando centenas de famílias sem teto,...

Instagram