Novo projeto permite que você acompanhe em tempo real os animais de abrigos que você ajuda

Você já se perguntou o que acontece com os animais de abrigos? Gostaria de saber se o seu dinheiro realmente está sendo usado para cuidar dos bichinhos?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Ouça a história para entender como isso é possível! Clique no play acima!

É por isso que a Teddy Food nasceu.

Ela é uma plataforma online que oferece vídeos ao vivo dos animais resgatados em abrigos. Os usuários que doam para um dos sete abrigos conectados através da plataforma, podem assistir em tempo real os animais se alimentando e sendo cuidados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A organização foi criada há cerca de um ano e o recurso incentivou os telespectadores a ajudar mais de 250 animais diferentes em todo o mundo – tudo a partir do conforto de suas telas de computador.

Tanto faz se a ajuda é através da alimentação de um jovem gatinho desabrigado, da cirurgia de um cão em todo o país, ou pela doação de brinquedos para animais abandonados. A plataforma Teddy Food faz o voluntariado ser muito fácil – e muito mais transparente.

Funciona assim: quanto mais animais de estimação o usuário cuida, mais “Pontos de Teddy”, ganha. Também é possível compartilhar suas pontuações nas mídias sociais para encorajar outros amigos a participarem.

Uma vez que os abrigos de animais começaram a se conectar à plataforma, eles descobriram que isso faz com que os animais de estimação tenham mais chances de encontrar casas, além de conseguir patrocínio mais rapidamente para as organizações.

Teddy Food foi criado pela primeira vez quando Pavel e Varya Kotosova estavam levando seu cachorro Teddy para uma caminhada em Moscou. Durante o seu passeio, Teddy acabou levando seus donos ao encontro de um cão ferido abandonado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Teddy correu para os arbustos e começou a latir. Então ele voltou correndo para nós. Então de volta aos arbustos. E ele fez isso até chegarmos lá “, disse Pavel, de 25 anos, à Good News Network.

Depois de levar o cachorro ao abrigo, Pavel e Varya, de 24 anos, perceberam que, embora soubessem que o cachorro estava em boas mãos, precisavam saber o que aconteceria com ele no futuro.

Teddy Food está conectado a sete abrigos na Rússia, mas planejam expandir-se para os EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, Áustria, Austrália e outros países.

“Nossa missão é tornar esses vídeos tão fáceis de assistir quanto um vídeo do YouTube”, diz Pavel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Queremos permitir que alguém ajude com apenas alguns cliques. Queremos que haja mais heróis verdadeiros que salvem a vida de nossos irmãozinhos todos os dias! ”

Via

Fotos: Reprodução

[Nota da Redação]

Acreditamos que a tecnologia pode proporcionar momentos inesquecíveis, como a realização de assistir uma apresentação de balé ou viajar para a Espanha, tudo isso é possível através da realidade virtual. Assista a experiência que levamos a uma casa de repouso de São Paulo:

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,560,438SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garota exalta a beleza do seu cabelo crespo em vídeo e viraliza: ‘Sou minha própria referência’

Manuella não hesita em se achar linda com seus cabelos crespos - porque ela é mesmo! - e faz questão de dizer isso para...

Grupo Boticário vai parar operações para assistir à seleção brasileira na Copa Feminina de Futebol

O Grupo Boticário, maior holding de cosmésticos do Brasil, anunciou esta semana a campanha "Com Você Eu Jogo Melhor", no embalo do Dia Internacional...

Homem paga passagem para morador de rua voltar pra casa em Salvador

Quantas vezes passamos por moradores de rua, e não sabemos a história deles? Alguns podem os chamar de vagabundos, que não querem trabalhar, mas...

Morador ganha festa surpresa de vizinhos para comemorar um ano sem drogas

Há um ano, João Roberto Santana de Oliveira, conhecido como "Joãozinho", largou o vício de 13 anos em crack. Um dia ele deu descarga no que tinha...

Instagram