Psicóloga oferece atendimento gratuito em praça de Piracicaba (SP)

Uma vez por semana, a psicóloga Tatyana Nayra Sarruge “instala” o seu consultório numa praça em Piracicaba (SP). Ela coloca dois banquinhos, uma mesa com a plaquinha “atendimento psicológico gratuito” e doa o seu tempo para ouvir e conversar com as pessoas que passam por lá diariamente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto solo ‘Escuta na Rua’ tem a proposta de democratizar o acesso ao atendimento psicológico. Está apenas no começo, mas já tem surpreendido muita gente, afinal, é uma iniciativa pioneira na cidade. Tatyana contou ao Razões que a sua inspiração veio de projetos similares que já acontecem em São Paulo e São Carlos (SP), realizados por coletivos como o ‘Psicanálise nas Ruas’.

“Eu pensei em começar sozinha e depois esse projeto solo pode virar um coletivo, acredito que eu posso inspirar outros profissionais daqui e ele se tornar em algo maior. Esse é um objetivo meu, formar uma rede de profissionais e fazer o projeto ganhar força”, disse.

psicóloga atendimento gratuito ruas piracicaba
Ela coloca dois banquinhos, uma mesa com a plaquinha “atendimento psicológico gratuito” e se disponibiliza para ouvir e conversar com as pessoas

A psicóloga explicou que batizou o projeto de ‘Escuta na Rua’, pois não queria que a ação fosse delimitada por alguma área da psicologia ou que tivesse o risco de seguir apenas uma linha de atendimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu acredito que esse é um trabalho de acolhimento, de escutar o próximo, porque a maioria das vezes são pessoas que vão sentar ali e você vai ver só uma vez na vida, não vai ser uma terapia serializada. Então, é sem uma linha de abordagem, é uma escuta mesmo.

Fila de espera

Psicóloga formada há 14 anos pela Unesp, uma vez por semana a Tatyana vai à praça José Bonifácio e fica ali por volta de duas, três horas.

“Não enxergo isso como voluntariado, mas como uma intervenção psicológica na rua”, disse.

“Atualmente estamos vivendo em tempos muito difíceis, existe uma bipolarização muito grande, as pessoas estão à flor da pele mesmo, sabe? Acho que tem muita coisa, muito sentimento potencializado.”

Ela contou que está sendo desafiador realizar o projeto, pois se trata também da desconstrução do ‘consultório padrão’, conhecido e rotulado pelas pessoas e pelos próprios profissionais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Porque você está ali na rua, sendo afetado por muitas coisas, tem o barulho, pessoas indo e vindo, é muito desafiador, mas também enriquecedor, pois também coloco o meu corpo como terapeuta em experimentação.”

O retorno do público tem sido muito positivo!

“Na ruas, a primeira vez que eu fui, as pessoas passavam, olhava com curiosidade, perguntavam, mas não tinham coragem de sentar ali, ou tinham algum tipo de vergonha. A última que vez que fiz o atendimento, teve até uma fila de espera, então o retorno das pessoas está sendo muito legal. Essa fala da rua, eu vejo que ela é mais sofrida, são histórias de vida sofridas, pessoas que passam por situações mais pesadas”, disse.

Para poucos

Tatyana explicou que muitas pessoas necessitam conversar, serem ouvidas por um profissional, porém, não são todas que têm acesso ao atendimento psicológico.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu vejo que o trabalho do psicólogo, num consultório, ainda é muito elitizado, o acesso é muito difícil financeiramente, por mais que a gente trabalhe, e que tenha convênio e tudo mais, ainda é complicado para essas pessoas nesse atendimento. E mesmo pelas vias públicas é complicado, é burocrático, você tem que passar por um médico, que te encaminha para um psiquiátrica, que te encaminha para um CAPS, então, é difícil a pessoa chegar e ela acaba desistindo deste processo”, explica a psicóloga.

psicóloga atendimento gratuito ruas piracicaba

Quebrando estereótipos

O projeto também tem a proposta de quebrar o estereótipo de que as pessoas vão ao psicólogo ‘porque estão loucas’ ou porque estão depressivas.

“Então, é uma forma também de divulgar este trabalho, que não é só por essas vias que você vai ao psicólogo. Você vai lá para ter autoconhecimento, para entender como as coisas acontecem e como elas refletem no nosso corpo. Mais como um processo de reflexão e autoanálise, também tem essa vertente.”

Que iniciativa maravilhosa! A Tatyana divulga na semana o dia e o horário que irá para a praça através do seu Facebook Tatyana Nayra Sarruge. Lá, ela também compartilha ideias e filosofias da mente humana.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

psicóloga atendimento gratuito ruas piracicaba

crédito das fotos: Jornal de Piracicaba/Amanda Vieira e Tatyana Nayra Sarruge

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com cuidado e carinho, ele teve um importante papel na recuperação da autoestima de uma garota em situação de rua

É impressionante como a vida nos retribui com coisas boas, quando propagamos amor e fazemos o bem! A vida moderna, muitas vezes nos faz...

Vaquinha para menino que tentou vender aviões de papel arrecada mais de R$ 60 mil em menos de 24 horas

A simplicidade da atitude de Arthur dos Santos, 7 anos, ao tentar vender aviõezinhos de papel em uma praça de Cubatão (SP), sensibilizou internautas...

Alunos desenvolvem tratamento para queimadura com folha de goiabeira em Cascavel (CE)

Feito a partir da folha da goiabeira (Psidium guajava), os estudantes do terceiro ano desenvolveram um filme biodegradável para lesões cutâneas e queimaduras.

Pandemia: Criança de 10 anos remove neve de carros de funcionários de hospital para retribuir dedicação

Esse é um belo exemplo de que sempre é possível fazer algo de bom. A história aconteceu na cidade de Westherly, nos Estados Unidos....

Policiais acionados para acabar com brincadeira de crianças na rua se juntam a elas quando chegam

Através do Facebook a usuária Loren Phillips "denunciou" uma cena inusitada que já tem mais de 38 mil compartilhamentos! Algum morador de uma rua de Janesville,...

Instagram