Quando a honestidade fala mais alto que a oportunidade

Já passava das 22 horas da primeira sexta-feira de 2018 quando o advogado Fernando Honda acessou o site www.escape60.com.br para reservar a sala do jogo Fuga Explosiva para o dia seguinte, em Curitiba. Atendendo aos pedidos de dois primos menores, que já tinham jogado o Corredor da Morte, Fernando convidou sua mãe, duas tias, mais um primo e a namorada para experimentarem o Escape60. Após efetuar a reserva, recebeu um e-mail do PagSeguro para fazer o pagamento e garantir a reserva. Para a sua surpresa, o valor total a pagar foi de apenas R$ 63,50 e não os R$ 639,20 que tinha calculado, já que o ingresso individual custa R$ 79,90. Fernando podia aproveitar o “desconto inesperado” e efetuar o pagamento. Afinal, se o valor estava errado, a responsabilidade era do sistema de pagamento. O advogado sabia que poderia evocar o Código do Consumidor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas não foi isso que aconteceu. Assim que percebeu a falha, ligou para o telefone do Escape60. Mas já era tarde e o local estava fechado. Fernando não efetuou o pagamento e no dia seguinte ligou cedo para garantir o horário das 19h30. Mauro Silvano, sócio diretor do Escape60, atendeu a chamada, constatou que o valor cadastrado pela empresa no sistema de pagamento estava errado e garantiu a reserva da sala, abrindo a exceção para pagamento no local, antes do jogo. “O cliente poderia ter se aproveitado da falha no cadastro do valor do ingresso para obter vantagem. Mas não foi o que aconteceu, o que mostra que o brasileiro não quer sempre levar vantagem em tudo. Tem muita gente honesta e a gente precisa valorizar mais isso”, afirmou Silvano.

Para Fernando, seu comportamento foi “absolutamente normal” e totalmente alinhado com o que aprendeu em casa. Como retribuição, o Escape60 ofereceu ao advogado duas cortesias para um novo jogo no Escape60 e duas cortesias da Bloomin’ Onion no Outback Stakehouse.

A família aproveitou imediatamente as cortesias. “Depois do jogo, fomos todos para o Outback para falar do jogo”, contou. Dos oito participantes, apenas dois já tinham jogado no Escape60. “Eu gostei mais do que achei que gostaria. Antes de jogar, pensei que o jogo seria mais simples e que meus primos mais novos dominariam a cena, pois já tinham jogado. Na verdade, achei o jogo muito bem elaborado e interessante. Todos contribuíram na solução dos enigmas e a interação do grupo, apesar da diferença de idades, foi total”, comemora. Fernando e sua equipe entraram para o grupo dos 20% que conseguem escapar da sala no primeiro jogo. Eles saíram da sala quando faltavam 2,09 minutos para o final. “Queremos jogar em outras salas, com certeza”, afirmou.

Quando a honestidade fala mais alto que a oportunidade 1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,813,545SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira ajuda bebês de pais refugiados com cangurus

A brasileira Anelise Amaral vive em Dublin, Irlanda, há oito anos. A imagem do menino sírio morto na praia de Bodrum, Turquia, despertou nela...

Neto desenha infográfico para ensinar avó a fazer chamada de vídeo e viraliza

Eu amo histórias de avós e netos, e com essa não poderia ser diferente! O André desenhou um infográfico sem defeitos para ensinar a...

Coletivo utiliza impressão 3D para produzir 3 mil protetores faciais para hospitais

Surgiu em grupo de WhatsApp de alunos, ex-alunos e professores da UFRJ a ideia de produzir protetores faciais, os chamados face shields, para atender...

Professora decora carro e viaja 80km para entregar kits de São João a cada aluno (MS)

Como a pandemia afastou os alunos das salas de aula, a professora Alice Ferraz achou uma forma criativa e carinhosa de matar a saudade...

Homens na Holanda estão andando de mãos dadas em solidariedade à casal gay que foi atacado

Os homens holandeses decidiram mostrar solidariedade a um casal gay que foi brutalmente agredido na cidade de Arnhem e começaram a andar de mãos...

Instagram

Quando a honestidade fala mais alto que a oportunidade 3