Quebrando tabu: Este grupo de mães amamentam os bebês umas das outras

Amamentação – ou mais especificamente o estigma ligado a ela – continua em destaque na mídia. Nos últimos dias, dezenas de mães enfermeiras ficaram conhecidas na internet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pouco a pouco, as mulheres estão pressionando por mais respeito pelo ato muito natural de alimentar seus filhos. Mas, e se uma mulher amamentar o bebê de outra mulher?

Em um mundo que insiste em pensar em seios apenas como objetos sexuais (neste vídeo, mostramos em tom irônico este tema), a ideia ainda parece ter o poder de chocar ou mesmo revoltar.

Milli Colina conta que ao fazer um rápido post nas redes sociais percebeu que isso era mais comum do que imaginava, contar com amas de leite.

Descobriu histórias até de celebridades, como Salma Hayek, que amamentou um bebê recém-nascido com fome em Serra Leoa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Samantha Gadsden, 42 anos, de South Wales, quando viu um amigo desesperado por ajuda com sua criança, ela não hesitou em se oferecer para alimentá-lo.

Samantha passou a alimentar outros bebês para mães que precisavam de ajuda e considera difícil entender o estigma associado. “Eu conheci um monte de preconceitos e pessoas que pensam que é nojento”, disse.

Muitas outras mulheres ecoaram esse sentimento de que levar o bebê de outra mulher ao seu peito simplesmente era “a coisa certa a fazer”, e ficam sem entender por que isso seria julgado duramente.

Outra mãe, Sarah Holdway, de Yorkshire, explicou que ela era ama de leite em algumas ocasiões para ajudar as pessoas, e que cada vez que o fez foi completamente normal. “Há tantos mitos a cerca do leite materno que as pessoas podem não entender por que alguém o compartilha! Mas imagine se mais mães se reunissem e compartilhassem seu amor, seu leite, sua sabedoria. Eu suspeito que muitas coisas boas aconteceriam”.

Cada vez mais, a depressão pós-parto acontece, mães que ficam deprimidas e bebês com baixa imunidade que de tão pequenos vivem a entrar e sair do hospital poderiam ser resolvidos com esse ato de amor e partilha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mulheres que compartilham seu leite costumam criar vínculos e fazer parte de um grupo, que as entende, apoia e ajuda, o que reduz qualquer sensação ruim que possa vir com as mudanças de tornar-se mãe.

Além disso, em vez de dar qualquer outro alimento que não o leite materno, o bebê tem mais chances de criar um sistema forte e saudável, o que vai fazer grande diferença para o resto de toda a sua vida.

Basta quebrar mais um preconceito burro na sociedade e mais mulheres vão se tornar amas de leite e isso é com certeza um ganho inestimável ao mundo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Heather-nursing-Sophie-wet-nursing Randi-nursing-Riley-wet-nursing Wet-nursing-2 Wet-nursing-3

Fonte: Good to Know

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,562,206SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pitbull que vive nas ruas protege menino perdido até chegar o resgate

Kh’amorion Taylor se perdeu por algumas horas e ficou circulando pelo bairro ao norte de Saint Louis City, Missouri (EUA), tentando encontrar o caminho...

Com esta invenção é possível zerar sua conta de luz

Zerar conta de luz parece ser um sonho impossível, mas não é. Graças a um equipamento inovador. A Energisa ligou o padrão do primeiro consumidor de...

Os momentos mais fofos com animais em 2013

Ok, animais são uma constante aqui no RPA, muito pelo poder de nos mostrar coisas boas de seres classificados como 'não-pensantes', encontramos um vídeo...

Cachorrinha não sai do lado de dono cego que desmaiou; vídeo comovente viralizou

Fernando da Silva, de 43 anos, é deficiente visual e diabético e vive em Guarulhos (SP). Ele mora em uma casinha alugada com a...

Com ajuda de Madonna e desconhecidos, brasileira reaparece transformada após 8 meses de reabilitação em Manaus

Depois de 8 meses na reabilitação, a Maria Solange, mais conhecida como Marina Silva de Manaus, está indo para casa com sua família. Detalhe:...

Instagram