Queijo idealizado por Ariano Suassuna é eleito um dos melhores do mundo

Clique e ouça:

É no Cariri da Paraíba, no meio da vegetação da Caatinga, que é produzido um dos queijos mais saborosos do mundo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O queijo Serra do Pico, produzido pelo laticínio Grupiara, ganhou a medalha de bronze no Mundial Du Fromage (“Concurso Mundial de Queijos”), em Tours, na França, no ano passado.

A Fazenda Carnaúba fica na cidade de Taperoá (PB). O queijo escolhido pelos franceses e apreciadores de vários outros países é feito a partir do leite da vaca maturado e, por isso, tem menos lactose.

Mas o carro-chefe da produção da fazenda são os queijos produzidos com leite de cabra. São 7 queijos com 12 variações. Para regionalizar a produção, a fazenda abriu mão de ervas internacionais para utilizar ervas da Caatinga, como alfazema, marmeleiro, cumaru e aroeira.

E isso fez toda a diferença, dando um sabor que só esses queijos têm. A produção é artesanal e varia de acordo com as condições climáticas do ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Embalagens de queijos idealizados por Ariano Suassuna e premiado na França.
Foto: Laticínio Grupiara

O Brasil conquistou 56 medalhas no Mondial du Fromage de 2019, com produtores de Minas Gerais, São Paulo, Paraíba e Pará. Realizada a cada dois anos, a competição é a Copa do Mundo de leite e queijo.

Ariano Suassuna teve papel importante na produção dos queijos

O produtor rural que coordena a Fazenda Carnaúba é Manelito Vilar, primo do escritor Ariano Suassuna. Ariano foi o primeiro investidor do negócio: o dinheiro para começar a produção veio de um prêmio de Literatura que o escritor ganhou. 

Ariano Suassuna
Ariano Suassuna é um dos maiores escritores da dramaturgia brasileira. Foto: Costa Neto/Fundarpe

A produção de queijo com leite de cabras nativas foi a solução encontrada por Ariano e Manelito para enfrentar a dura seca dos anos 70 no semiárido.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o valor que recebeu do Prêmio Nacional de Ficção com o romance A pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, Ariano comprou 200 cabras para iniciar a produção porque são os animais mais resistentes às fortes temperaturas do Cariri da Paraíba.

Na época todos diziam que os dois eram loucos, pois parecia impossível produzir queijo com leite de cabra”, disse Joaquim Dantas Vilar, filho de Manelito, e que hoje está no comando de toda a produção e comercialização de queijos da fazenda.

Ariano e Manelito questionavam o fato de a França ser um dos maiores exportadores e consumidores de queijo de cabra tendo apenas 960 mil cabeças de cabras, enquanto o Brasil tinha 14 milhões. Foi esse questionamento que fez com que anos depois, o queijo feito no interior da Paraíba fosse premiado justamente lá, na França.

Cabras da fazenda de Ariano Suassuna que produzem queijo premiado
Foto: Laticínio Grupiara

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O próprio Ariano Suassuna desenhou a marca dos queijos, com ilustrações e letras feitas em estilo Armorial. O movimento Armorial foi idealizado por Ariano para ressaltar elementos da cultura nordestina na música, grafia, desenho, arte.

Embalagens de queijos idealizados por Ariano Suassuna e premiado na França.
Foto: Laticínio Grupiara

Outra curiosidade é que a fazenda não estava conseguindo registrar os seus produtos junto à Secretaria Estadual de Agropecuária porque os nomes não condiziam com os do mercado, que geralmente são estrangeiros, como boursin ou chévre.

Mas os paraibanos conseguiram mostrar para todo o mundo os seus queijos com nomes bem brasileiros, como cariri, arupiara e borborema.

Embalagens de queijos idealizados por Ariano Suassuna e premiado na França.
Foto: Laticínio Grupiara

Referência de produção leiteira

O negócio idealizado pelos primos Ariano e Manelito virou um case de produção na seca do semiárido brasileiro. A fazenda de 960 hectares tem uma variedade enorme de ovelhas, carneiros, cabras, bodes, vacas e bois.

Cabras da fazenda de Ariano Suassuna que produzem queijo premiado
Foto: Laticínio Grupiara

Todas as raças são nativas e foram escolhidas pela capacidade de adaptação ao calor. Até a alimentação de cada animal é escolhida de acordo com as suas características, o que tornou a fazenda uma referência nacional em genética de caprinos, ovinos e bovinos.

“Isso possibilita vivermos aqui, sem necessidade de migrar para a cidade. Valorizar nosso mundo é uma obrigação que nos deixa felizes e realizados, ainda mais trabalhando no que gostamos e sabemos fazer”, disse Joaquim.

Fazenda realiza encontro anualmente

Para expor todas as iniciativas positivas da Fazenda Carnaúba, todos os anos os administradores fazem um fim de semana de feira na propriedade. São exposições, palestras e troca de experiências.

Este ano o evento acontece nos dias 24, 25 e 26 de julho. “É a maior feira agropecuária particular do país. São cerca de 10 mil visitantes”, disse Joaquim.

Ateliê Corte e Costura “Forte Severina”

Da Paraíba, vamos para a Bahia, na cidade de Canudos, no sertão baiano. Lá, encontramos o Ateliê e Costura “Forte Severina”, comandado por mulheres que querem alcançar a sua independência financeira através da costura.

O sonho delas é ter um ateliê completo para a realização de cursos profissionalizantes. A ideia é capacitar mais mulheres da comunidade para não dependerem do dinheiro de seus maridos.

Costureiras do Ateliê e Costura “Forte Severina”. Foto: Divulgação

Para tornar esse sonho realidade, criamos uma vaquinha na VOAA. Clique aqui e contribua.

[Nota da Redação]

A cada bebê que traz ao mundo, o médico Calixto Hueb presenteia a mãe com uma arvorezinha para que a criança cresça com ela. É um primeiro presente à família do recém-nascido e também uma contribuição valiosa do médico para a preservação do meio ambiente. Vem conhecer mais essa história, dá play no vídeo abaixo:


Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

conteúdo original

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,080FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,926SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Surfistas vão todos os dias à praia para salvar vidas e recebem gratidão de banhistas

Só quem já passou pelo susto de perder o controle ao nadar em um mar ou uma piscina sabe o tamanho do alívio quando...

Instagram