Técnico em radioterapia cria máscaras lúdicas para amenizar a dor de crianças com câncer em hospital de SP

O técnico tecnólogo em radioterapia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Robson Luiz de Souza, cria máscaras lúdicas para aliviar as sessões de radioterapia de crianças que estão em tratamento contra o câncer. 

A ideia de estampar as máscaras usadas nas sessões com super-heróis e personagens de desenhos infantis surgiu em 2018, ao pesquisar na internet formas de tornar esse momento menos doloroso para os pequenos pacientes.

Robson está concorrendo na categoria Profissional da Saúde, do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

O curioso é que Robson não tinha experiência com pintura. Então, fazer as primeiras máscaras foi um desafio para o profissional. Mas com muita prática, Robson acabou pegando o jeito e o resultado positivo é imediato! 😍

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A gente percebe que faz toda diferença o fato dela não usar uma máscara branca e sim um personagem que ela escolheu. Apesar da máscara apertar, tem criança que pede pra ficar com a máscara, quer tirar foto”, diz Robson.

Máscaras aliviam o tratamento das crianças. Foto: Reprodução

“A gente une o conhecimento técnico com olhar no ser humano. É super importante conciliar as duas coisas, principalmente quando a gente fala de pacientes oncológicos”, completa.

Robson está concorrendo na categoria Profissional da Saúde, do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Robson explica que a máscara dispensa a necessidade de anestesia, o que faz com que as crianças se sintam mais confortáveis durante as sessões de radioterapia.

“A gente cria um vínculo de amizade com a criança e com o familiar.”

No vídeo abaixo, o profissional conta que a iniciativa uniu a equipe médica e que voluntários ajudam a manter o projeto. Ele também revela que a ideia se espalhou pelo Brasil e cruzou fronteiras, sendo replicada, por exemplo, no Egito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu crio máscaras lúdicas para amenizar a d0r

O Robson é técnico tecnólogo em radioterapia trabalha há 11 anos no mesmo hospital e sempre buscou amenizar a dor e o sofriment0 das crianças que estão em tratamento contra o cânc3r.

Publicado por Mais Razões em Segunda-feira, 11 de julho de 2022

Quer mais uma história inspiradora? Dá o play!

Minha mãe virou dependente química e agora ajudo na sua recuperação

Julha Porto viralizou recentemente por compartilhar a história de luta contra a dependência química de sua mãe. Mesmo encontrando a mãe em um estado que ela nunca imaginou, Julha olhou dentro dos olhos e conseguiu ver aquela mulher do passado. Hoje ela luta junto com a mãe para que essa fase fique no passado.

Publicado por Mais Razões em Quarta-feira, 9 de novembro de 2022

 

Relacionados

Em Franca (SP), menina de 11 anos dá aulas de inglês gratuitas para crianças carentes

A menina Eleonora Costa, de apenas 11 anos, oferece aulas de inglês gratuitas a crianças e adolescentes carentes na garagem de uma instituição social...

Aiiii meu coração. Menino faz pedido de aniversário: ‘Quero que todo mundo aqui seja feliz!’ [VÍDEO]

"Qual seu desejo Pi?", pergunta a mãe. "Desejo que todo mundo seja feliz 🥺️". Pode até parecer alguma montagem, não é? Mas não pessoal,...

+ DO CANAL

[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar

Trabalhar nas ruas nem de longe é algo fácil, mas Smith dos Panos tem disposição de sobra para seguir em busca do seu propósito....

Confira todos os indicados ao Prêmio Razões Para Acreditar 2022 – e vote muito!

Olha quem voltou! Sejam todos muito bem-vindos ao Prêmio Razões Para Acreditar 2022! No dia 19 de dezembro, iremos celebrar, reconhecer e premiar pessoas...

Militar larga a farda para se tornar manicure e construir parceria de sucesso com a esposa (RJ)

Michael de Souza trocou o quartel pelo salão. Após seis anos servindo às Forças Armadas, o ex-militar se jogou na profissão de manicure para...

Com menos de 1% de chance, Pedro Pimenta sobreviveu à amputação das pernas e braços e é exemplo vivo de superação; assista

Já pensou em ouvir do seu médico que você tem menos de 1% de chance de sobreviver a uma cirurgia de alto risco? Pedro...

Paranaense cria ‘ecobarreira’ para retirar lixo do rio onde aprendeu a nadar na infância

O rio Atuba passa nos fundos da casa do vendedor Diego Saldanha, 33 anos, morador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, e foi...

Instagram