Razão para acreditar no amor

Com várias idas e vindas, a história do casal Renata e David daria um filme e é, sem dúvida, mais uma razão para acreditar na magia do amor, que acontece repentinamente e floresce com tempo. Leia a seguir o relato que ela compartilhou com a gente na íntegra:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu estava no último ano do ensino médio e ele no primeiro ano da faculdade. Éramos completamente adolescentes. Tanto que resolvemos entrar no bate-papo (sim, aquele do UOL), no mesmo dia, no mesmo horário. Era julho de 2008 e eu não fazia ideia da existência dele, até me chamar para “tc”. Eu de SP, ele também. Eu 17 anos, ele também. Eu de “Itaquera” e ele? Também. Como assim, que lugar? Tal… Há 5 minutos da minha casa! Foi aí que nossos destinos se cruzaram. Conversávamos pelo MSN e trocávamos SMS o dia inteiro, todos os dias. Tínhamos um mundo de coisas em comum, pensávamos da mesma forma e começamos a nos ver juntos no futuro. Falamos várias e várias vezes nisso. Ele queria me conhecer, eu falava que ele era um assassino, estuprador, que não queria (risos). Eu não queria compromisso, nunca gostei de namorar, me sentia presa. O tempo foi se passando e em 2010 ele começou a namorar (sim, com outra). Eu fiquei completamente chocada no dia que senti que tinha o “perdido”. Mesmo assim permanecemos conversando, um pouco menos, principalmente nos finais de semana, afinal, eu tinha virado um completo segundo plano, amiga mesmo. Eu já estava fazendo faculdade e num dia desses, a caminho, resolvi que queria vê-lo. Pedi a uma amiga que ligasse para ele e nos encontramos no shopping. Não conseguia olhar para ele de tanta vergonha, conversamos muito bem e firmamos nossa amizade ali. Depois de uns dias ele ficou um dia inteiro sem falar comigo e eu achei estranho, resolvi ligar e a namorada dele atendeu, ele tinha sofrido um acidente, estava no hospital. Fiquei sem chão. A namorada dele fez questão de deixar claro que era ela que estava cuidando dele. Fiquei na espera. Dias depois ele me ligou, a pedido dela, e me pediu que nunca mais falasse com ele, que não tínhamos nada e nunca iríamos ter. Do mesmo jeito que atendi o telefone, fiquei. Perdi o chão novamente. Não tinha com quem falar todo dia e um buraco se abriu em meu coração. Seguimos nossas vidas.
O tempo passou, terminei minha faculdade, comecei a namorar (sim, com outro), a vida seguiu. Meu namoro estava péssimo, eu era completamente infeliz. Era 2012, sábado, um e-mail surge:

De: David
Envio: 14 Jul 2012 16:26:33 GMT
Para: Renata

Como vc está???

_

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De: Renata
Para: David

Eu não consigo te entender, sinceramente!

_

De: David
Para: Renata

Tbm não entendo !!! só não consigo esquecer…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

_

De: Renata
Para: David

Então por que disse tudo aquilo quando me ligou?

_

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De: David
Para: Renata

Não queri dizer!!! 🙁

_

De: Renata
Para: David

Se não queria, era só não ter dito… Dava outro jeito…

_

De: David
Para: Renata

Só quero te pedir desculpa, vc não merecia ouvir o que falei…

…Sim, eu desculpei e fiquei muito aliviada por ele ter voltado. Ele me pediu o MSN novamente, eu perguntei se ninguém ia atrapalhar isso, ele disse que não, estava solteiro. Voltamos a nos falar diariamente, até que um dia resolvemos nos ver novamente. Eu ainda estava namorando. Conversamos melhor, estávamos mais maduros e eu senti a enorme vontade de agarrá-lo naquele momento, mas não dava, eu tinha um compromisso e ele não aceitaria isso nunca. O ano foi terminando e meu namoro piorando. Nossas conversas ficando cada vez melhores e o interesse voltando grandemente dentro de mim. Terminei meu namoro somente em janeiro de 2013 e ele me esperou. Combinamos de ir ao cinema dia 01 de março de 2013, estávamos solteiros, finalmente. Ele segurou minha mão e eu me apaixonei ali. No dia 03 fomos ao parque e somente lá nos beijamos, foi o dia perfeito, meu coração se encheu de uma paixão e uma imensa felicidade que só cresce a cada dia que passa. Começamos a namorar nesse dia e hoje eu posso dizer com todas as letras do mundo: David, você é o amor da minha vida! Somos completamente felizes e parceiros, nunca brigamos e já vamos completar 2 anos e 8 meses, os melhores da minha vida! Nossa história é a tradução do que é o destino.

Foto de capa: Reprodução/Arquivo Pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,415,745SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casa de diarista que ganhou prêmio internacional vai participar da Bienal de Veneza 2016

A casa da diarista Dalvina Borges Ramos, 74 anos, que ficou famosa no país inteiro ao ganhar um prêmio internacional de arquitetura, estará na próxima Bienal de Veneza.

Casal canadense foge do casamento tradicional e sela união em Floripa

Um casamento simples, mas verdadeiro, único e romântico.

Para ajudar a esposa com depressão, marido lista motivos pelos quais a ama

O amor de verdade é aquele que está do seu lado o tempo todo, principalmente nas horas mais difíceis. Exemplo disso é o americano...

Instituto RME e Google lançam programa de capacitação e incentivo a mulheres empreendedoras

Ser mulher e empreender não é uma tarefa muito simples. Depois do início da pandemia, tornou-se ainda mais complicado. Foi então que Ana Fontes,...

Instagram