Deles por eles: Povos indígenas estão reflorestando a Cordilheira dos Andes

A Cordilheira dos Andes é um dos espetáculos mais belos da natureza, disso ninguém dúvida. Mas é preciso preservar e recuperar o que foi destruído. E quem melhor que os moradores nativos, profundos conhecedores da região, para encampar essa linda missão?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pois é o que está acontecendo. Povos tradicionais do Peru estão plantando queuñas, uma espécie nativa que cresce nas áreas mais altas da Cordilheira.

O trabalho funciona através da Asociación Ecosistemas Andino, a ECON, iniciativa que realiza diversas ações. Todo ano, por exemplo, rola o festival Queuna Raymi: crianças, jovens e idosos sobem as montanhas para todo mundo plantar junto. Pra você ter uma ideia, mais de 100 mil árvores queuñas foram plantadas em um único dia. Eu disse 100 mil em um único dia!

povos indígenas peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

A meta é audaciosa, mas quem duvida que eles chegarão lá? A meta é chegar a 1 milhão de hectares preservados – meio milhão só será possível com o reflorestamento, e a outra metade será via proteção da floresta remanescente em seis países, que formam a chamada América Andina: Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Chile e Argentino.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

povos indígenas peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

povos indígenas peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

mulher indígena peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

povos indígenas peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

povos indígenas peru reflorestando cordilheira dos andes
Foto: Ecoan

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Impacto

As queuñas removem gás carbônico da natureza, um dos vilões do aquecimento global, e também absorvem enormes quantidades de água. Isso contribui para a segurança hídrica das vilas nas montanhas, sem falar que protegem o solo de deslizamentos.

A floresta ainda captura e armazena a água do gelo derretido dos Andes, liberando-a para as comunidades – novamente, importante para a segurança hídrica desses povos, principalmente em épocas de seca.

mapa cordilheira dos andes
Área de reflorestamento. Foto: Reprodução

“Recuperar as florestas significa garantir o futuro das culturas indígenas”, afirma Constantino Aucca Chutas, líder indígena e presidente da ECOAN. Regenerar esses ecossistemas florestais é fundamental para enfrentar os desafios das mudanças climáticas, acredita a Global Forest Generation, parceira do projeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

SOS AMAPÁ: ajude reserva ambiental que perdeu todos os alimentos dos seus animais resgatados. Faça sua doação!

Toda a água armazenada ainda alimenta a Bacia Amazônica, que, caso você não saiba, nasce justamente nos Andes Peruanos.

Pra fechar os benefícios de se recuperar e preservar a floresta, lá é o lar para diversas espécies selvagens e em risco de extinção.

No Senegal, conhecemos a incrível jornada de um homem que plantou sozinho 152 milhões de árvores para reflorestar um manguezal.

VEJA TAMBÉM!

Fonte: CICLOVIVO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,275,963SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Motorista de ônibus na Alemanha emociona com discurso gentil para imigrantes

Sven Latteyer fez o discurso de improviso enquanto dirigia ao redor da cidade de Erlangen, com cerca de 15 jovens estrangeiros, alguns da África, a bordo, segundo o...

Artesãs reaproveitam fios de eletricidade para fazer lindas biojoias e gerar renda no Ceará

Transformar lixo em biojoias únicas e personalizadas. É exatamente essa “mágica” que um grupo de artesãs cearenses do Grupo Giro Social faz com os...

Gari resgata mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)

Responsável por um dos Pontos de Recebimento de Resíduos (PRR) de Teresina (PI), o gari Eduardo Alexandre da Silva, 59 anos, decidiu construir um...

Ciclista desiste de ultrapassar rival com bicicleta quebrada a 300 metros da chegada

Menos de 300 metros separavam o ciclista Ismael Esteban da linha de chegada de uma competição na Espanha, quando sua bicicleta quebrou. Ele precisou carregá-la...

Instagram

Deles por eles: Povos indígenas estão reflorestando a Cordilheira dos Andes 2