Refugiado que fugiu da guerra civil no Congo quebra recorde paralímpico em Tóquio: ‘Tudo é possível’

No último domingo (29), o paratleta Salum Ageze Kashafali superou tudo e todos para anotar a melhor marca de toda a história dos Jogos Paralímpicos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O norueguês correu os 100m rasos (da categoria T12) em 10 segundos e 43 décimos (10s43).

refugiado quebra recorde olímpico tóquio

Logo após a prova – dedicada a atletas de baixa visão, – Salum não conseguiu segurar as lágrimas e lembrou da fuga de sua família da guerra civil que ceifou milhares de vidas na República Democrática do Congo quando ele era uma criança.

“Não sei o que dizer, cara (começa a chorar). Eu vim do nada. Eu pedia esmola nas ruas. Eu acreditei. Me mudei para a Noruega como refugiado. Passei por tanta coisa, de tiros à fome, e estar aqui como um dos melhores significa muito para mim. Valeu a pena. Fui de zero a alguma coisa. Tudo é possível. Estou muito feliz em ser um dos atletas paralímpicos mais velozes da história”, disse o rapaz, que encontrou abrirgo e incentivo na Noruega.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

refugiado quebra recorde olímpico tóquio

O objetivo era ganhar uma medalha. Eu sei que sou veloz, mas não esperava correr tão rápido assim. Isto foi apenas um bônus”, completou Salum.

De acordo com o Comitê da Tóquio-2020, o norueguês bateu por 3 centésimos a marca do irlandês Jason Smyth que fez os 100m em 10s 46 em Londres 2012 – estabelecendo um novo recorde paralímpico.

O mais legal é que o recorde mundial dessa prova é de um brasileiro: Petrúcio Ferreira Santos, no Mundial de 2019, fez 10s42, garantindo o número absoluto da modalidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja também:

Fonte: GE.com
Fotos: Athit Perawongmetha

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,758,975SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Haitiano vende água em semáforo de Cuiabá para juntar dinheiro e trazer família que ficou pra trás

Todos os dias, debaixo de um sol escaldante, o haitiano Roselin Merilus, 26 anos, tem vendido água, suco e água de coco em um...

Fotógrafa faz calendário com atletas nus para motivar pessoas e promover caridade

Dominika Cuda é fotógrafa e ex maratonista e teve uma ideia maravilhosa para começar 2018 com o pé direito:  ela reuniu atletas de várias...

Aplicativo permite doar tudo: alimentos, medicamentos até sangue!

O aplicativo gratuito Partake The Bread permite doar tudo o que tem utilidade para quem precisa.

No RS, juiz recusa auxílio-moradia e ajuda a cuidar de praça pública

O auxílio-moradia dos funcionários do judiciário é polêmico e vem sendo bastante discutido, mas Celso Karsburg, um juiz de Santa Cruz do Sul -...

Estudante de design cria linha de roupas para refugiados sírios

A estudante Angela Luna queria que seu projeto para a Parsons School of Design ajudasse refugiados sírios. Após acompanhar tantas notícias tristes sobre o que...

Instagram