“Eu nunca me senti tão igual em toda minha vida”

0
1145
Bilhete no Starbucks
Atendente do Starbucks aprendeu linguagem de sinais para conversar com um cliente surdo. Foto: reprodução/Linkedin Daniel Abrahams

Ibby Piracha se tornou deficiente auditivo aos 2 anos após um acidente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todos os dias, a caminho de seu trabalho, ele para em sua Starbucks local e pede café. Ele tem seu pedido escrito em seu telefone, o qual ele mostra ao caixa.

Um dia, a atendente, Krystal Payne, entregou a ele um bilhete e começou a gesticular em língua de sinais para ele, perguntando o que ele gostaria de pedir.

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar)

Nas mídias sociais, Ibby escreveu:

“Nós conversamos em língua de sinais por dois minutos e eu descobri que ela passou horas assistindo vídeos no YouTube só para poder anotar o meu pedido como ela faz com todas as outras pessoas. Eu nunca me senti tão igual em toda a minha vida.”

É sobre isso que inclusão se trata.❤️

Este relato foi dado originalmente, em inglês, por Daniel Abrahams em seu perfil no LinkedIn.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Quer conhecer mais histórias inspiradoras? Dá o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.