Repórter chora ao noticiar que hospital do RN está a 30 dias sem registrar mortes por Covid [VIDEO]

O repórter Kléber Teixeira não conseguiu segurar a emoção ao noticiar, na última quarta-feira (6) que um hospital do Rio Grande do Norte completou 30 dias sem registrar mortes em decorrência do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Às lágrimas, o jornalista da Inter TV Cabugi, afiliada potiguar da Rede Globo, informou a boa notícia sobre Hospital Giselda Trigueiro, referência durante os piores momentos da pandemia da Covid-19 em Natal (RN) e também a drástica redução no número de óbitos no estado graças à vacinação.

repórter chora ao vivo noticiar hospital livre mortes covid

“É uma felicidade muito grande poder dar uma notícia dessa… (chora muito) Eu vou conseguir… Foram 7.343 mortes até agora por Covid, e aí quando a gente vê uma notícia como essa não tem como não desabar”, disse Kléber, pedindo desculpas várias vezes aos telespectadores.

“A gente lembra de tudo o que foi vivenciado ao longo desses quase dois anos, foi tudo muito intenso. E quando tem uma notícia como essa, 30 dias sem morte em um hospital que foi durante muito tempo o termômetro da pandemia na Região Metropolitana de Natal, a gente se emociona”, completou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O momento emocionado e sincero viralizou nas redes sociais nesta quinta-feira (7).

repórter chora ao vivo noticiar hospital livre mortes covid

“O Kleber é puro coração. E ele é meio que o coração da gente também. A gente se emociona ao trazer uma boa notícia. A gente lembra de tudo o que foi vivenciado ao longo desses quase dois anos. Foi tudo muito intenso. E, quando a gente tem uma notícia como essa, 30 dias sem mortes em um hospital que foi, durante muito tempo, o termômetro da pandemia na região metropolitana de Natal… […] quando a gente vê que tá saindo dessa situação, a gente se emociona mesmo”, comentou o âncora.

repórter chora ao vivo noticiar hospital livre mortes covid

No dia seguinte, a cena foi mostrada até no programa “Mais Você”, da Ana Maria Braga, onde o repórter pôde falar mais sobre o episódio – e onde ficou emocionado uma vez mais. 🥺

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A vacinação é o que o governo [local] aponta como o que está resolvendo, derrubando essa pandemia. A gente está com 76% da população vacinada aqui no Estado”, compartilhou o repórter.

Ele contou também que seus familiares são profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia.

Repórter chora ao noticiar que hospital do RN está a 30 dias sem registrar mortes por Covid [VIDEO] 1

“Minha mãe, meu irmão e vários amigos trabalham na saúde… E a gente se coloca no lugar desses profissionais, que passaram por vários momentos muito difíceis”, explicou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao final, ele comentou que, apesar da necessidade de isenção e imparcialidade necessárias a um repórter, nem sempre será possível não se emocionar diante de um fato.

“Ao pé da letra, nós jornalistas teríamos que nos afastar, não se envolver tanto, mas tem hora que não tem como, o coração fala mais alto. Eu também sou gente, tenho um coração aqui dentro e a emoção acaba tomando conta”, completou.

Assista ao vídeo:

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 1º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: O Povo
Fotos: Reprodução / TV Globo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino cria armário escolar comunitário para doar roupas a colegas necessitados

"Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola", diz Chase Neyland-Square.

Através de ações de conscientização, ONG ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade

Diferente de uma assistência social, o trabalho da ONG Meu Sonho Não Tem Fim é conscientizar pessoas em vulnerabilidade através de livros, palestras e bate-papos, tornando-as pessoas resilientes e propagadoras do bem.

Cão ajuda mãe a descobrir que babá maltratava filho de sete meses

Mais uma vez os cães nos mostrando sua lealdade de um jeito inacreditável. Hope Jordan percebeu que havia algo estranho entre a relação do filho e de seu cão de estimação com...

Após perder as patas em atropelamento, gatinho ganha ‘patas biônicas’ e volta a andar

Graças à uma cirurgia experimental liderada pelo médico veterinário Vladislav Zlatinov, um gato conseguiu voltar a caminhar com o auxílio de implantes feitos em...

Instagram

Repórter chora ao noticiar que hospital do RN está a 30 dias sem registrar mortes por Covid [VIDEO] 2