Engenheira cria potes de comida retornáveis para reduzir lixo no delivery

Consternada com o desperdício enorme de embalagens usadas pelos aplicativos de entrega de comida a domicílio, uma engenheira de produção brasileira criou um projeto que combina a redução do lixo nesse processo com a utilização de potes retornáveis para refeições.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A iniciativa “re.pote” propõe o uso de vasilhas reutilizáveis no delivery. Os potinhos seriam uma opção a mais dos restaurantes para a entrega das refeições, hoje embaladas principalmente por plástico.

Os clientes que receberam o pedido com o pote sustentável poderiam guardá-lo e devolvê-lo em pontos de coletas, recebendo parte do valor pago anteriormente de volta.

embalagem sustentável contra desperdício delivery re.pote
Foto: Poli Júnior/USP

Trata-se de uma ideia simples mas revolucionária quando levamos em conta que o Brasil, quarto maior produtor de lixo plástico do planeta, recicla apenas 1,28% das 11,3 milhões de toneladas (!) que produz todos os anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para levar esse projeto adiante, a engenheira de produção Júlia Berlingeri, 26 anos, uniu forças com a Poli Júnior, empresa júnior de Engenharia da USP.

“A proposta do Re.pote é ser um recipiente que transforme a forma de realizar o delivery ao reduzir os resíduos gerados pelos serviços de entregas de alimentos de uma maneira inteligente, prática e sustentável”, pontua Júlia.

embalagem sustentável contra desperdício delivery re.pote
Foto: Reprodução/Startupi

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

A empresa universitária realizou uma série de pesquisas para descobrir qual seria o material ideal para a produção dos potinhos, uma vez que eles deveriam ser resistentes a temperatura e pressão, além de garantir a reusabilidade do recipiente na casa do consumidor. Outro ponto essencial era que o produto fosse constituído de material reciclado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O desafio foi grande, mas eles chegaram a uma boa solução: o recipiente seria fabricado com injeção plástica com duas camadas.

“A camada externa seria feita de polipropileno reciclado, material barato que atende a todas os requisitos desejados, além de ser facilmente encontrado no mercado. Já a parte interna – que estaria em contato com os alimentos – contaria com uma fina camada de polipropileno virgem, que apesar de não ser reciclado, não faz com que o produto perca sua marca ecológica”, explica Lívia Leite de Almeida, diretora de gestão de pessoas.

A vantagem desses materiais é que eles são baratos e abundantes no mercado brasileiro, facilmente aplicáveis à realidade dos restaurantes, o que foi atestado em um pesquisa de mercado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“As respostas do estudo me surpreenderam e serviram de motivação porque pude enxergar que 70% dos estabelecimentos entrevistados estavam muito interessados no produto e dispostos a pagar um valor maior por ele”, ressalta a engenheira de produção.

A mesma pesquisa de mercado constatou que a maioria dos restaurantes estão descontentes com a quantidade de resíduos que suas entregas estavam gerando.

Agora, a equipe está elaborando três modelos de potes diferentes com o auxílio de uma impressora 3D. A expectativa é que os potes possam ser distribuídos em massa muito em breve, após a fase final de implementação.

“[Esta é] uma solução para fazer menos lixo nos serviços de delivery. Vamos disponibilizar nossos re.potes para que os restaurantes ofereçam como opcional na entrega, no lugar as embalagens de isopor ou plástico descartável. Quem comprar pode ficar com eles e usar em casa ou devolver pra gente, recebendo parte do valor de volta. O importante é não virar lixo!“, finaliza Júlia. Você pode acessar o site do re.pote clicando aqui.

Plataforma dará cachê a 600 a maquiadores autônomos que estão sem trabalhar por causa da Covid-19, saiba mais clicando aqui.

Fonte: The Greenest Post

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,765,078SeguidoresSeguir
23,170SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Médico receita plantas medicinais para curar doenças em Florianópolis

O doutor Murilo Leandro Marcos, 30 anos, médico da família no Centro de Saúde da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, não é um médico...

Estudante desenvolve purificador de água da chuva via energia solar

A estudante Anna Luisa Santos inventou um dispositivo que torna potável a água da chuva, sem o risco de contaminações químicas de cisternas. A...

Este casal de idosos tirou a mesma foto em diferentes épocas do ano, e a última delas vai te emocionar

Esse casal de idosos resolveu registrar a cada nova estação do ano o desenvolvimento do seu jardim, mas não apenas isso: com esse registro...

Fotógrafo captura expressões hilárias de cães pegando seus petiscos

O fotógrafo Christian Vieler, da cidade de Waldrop, na Alemanha, fez uma série de fotos hilárias com cachorros tentando pegar petiscos no ar. Ele queria...

Instagram

Engenheira cria potes de comida retornáveis para reduzir lixo no delivery 1