Alemão veste saias para apoiar filho de 5 anos que gosta de usar vestidos


Alemão veste saias para apoiar filho de 5 anos que gosta de usar vestidos 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

O que fazer quando seu filho de 5 anos quer trocar a roupa que normalmente usa, por uma do seu gênero oposto?

Alemão veste saias para apoiar filho de 5 anos que gosta de usar vestidos 2

Muitos reagiriam podando o garoto, proibindo de todas as formas de ficar próximos desse produtos. Mas Nils Pickert não, resolveu apoiar o filho, e ainda servir de modelo pra ele, usando também saia. Vejam a íntegra da sua declaração:

Meu filho de cinco anos de idade gosta de usar vestidos. Deixar ele fazer isso é sensato ou tolo? Nem eu sei dizer ainda. Moro em uma pequena cidade no sul da Alemanha. Menos de cem mil habitantes, muito tradicional, muito religiosa. Aqui as preferências de meu filho não são problema só para nós, pais dele, já virou assunto da cidade. E eu fiz a minha parte.

Sim, eu sou um daqueles pais que estão tentando educar seus filhos de maneira igualitária. Não sou um desses pais acadêmicos, que se prende na questão do gênero do filho e o coloca em papeis pré-determinados.

Eu sou assim, e agora sou, também, parte da clara minoria que luta pelo diferente. Convicção. 

PUBLICIDADE ANUNCIE

No meu caso, tem a ver com o fato de eu não falar com o meu filho sobre querer usar vestidos e saias. Depois de pensar muito, só tive uma opção: para apoiar meu rapazinho, passei a usar uma saia. É claro que eu não posso esperar de uma criança a compreensão de um adulto.

Isso é completamente sem precedentes. Então agora eu sou o modelo que meu filho quer seguir.

E assim nós vivemos, com nossas saias e vestidos. Saias longas com elástico ficam muito bem em mim, eu acho. Escolher roupas é algo complicado, mas no verão usar vestidos é confortável.Alemão veste saias para apoiar filho de 5 anos que gosta de usar vestidos 3

Em Berlin talvez a situação fosse outra, mas aqui na minha pequena cidade no sul da Alemanha, meu comportamento é algo muito diferente.

Eu me esqueci de informar aos professores da creche das preferências de meu filho, para ter certeza de que ele não seria ridicularizado por causa disso. Pouco tempo depois, ele não quis ir à aula com seu vestido. Com os olhos arregalados, me perguntou: “Papai, quando você vai sair comigo usando uma saia?”

No dia seguinte, peguei um vestido no armário, desses que são usados apenas nos fins de semana. E fui para a creche. Uma mulher que andava de bicicleta perto de nós nos encarou tanto que trombou com um poste. Meu filho caiu na gargalhada. Me senti realizado.

E o que meu filho está fazendo agora? Ele pintou suas unhas. Ele acha que fica bem em seus dedos. Ele ri quando outras crianças (quase sempre meninos) tentam diminuí-lo e responde: “Vocês simplesmente não usam saias e vestidos porque seus pais não tem coragem de usar”.

Então eu apoio a vingança dele.

Tudo isso graças a um pai de saia.

Palmas pra esse pai.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar