Canadá nomeia refugiado da Somália para o Ministério da Imigração

Ahmed Hussen acredita que sua experiência pessoal poderá fazer diferença no cargo, pois conhece bem as dificuldades que os imigrantes enfrentam.


PUBLICIDADE ANUNCIE

Ahmed Hussen mudou-se para o Canadá em 1983, quando ainda era adolescente, aos 16 anos. Ele deixou seu país natal, a Somália, por causa da guerra civil no país. Recentemente, ele assumiu o Ministério da Imigração, Refugiados e Cidadania. Um nome ideal para ajudar pessoas que chegam ao país com histórias parecidas com a dele.

Ahmed possui formação em História e Direito. Sua carreira na política começou em 2001, quando ele trabalhou como voluntário na Assembléia Legislativa de Ontário. Ele também foi presidente do Congresso Somali Canadense, que oferece oportunidades para imigrantes do país africano. Ahmed também esteve à frente do projeto de revitalização do Regent Park, bairro pobre de Ontário.

Ahmed se diz orgulhoso pela nomeação para um cargo tão importante e agradece. “A história do Canadá é a história da imigração”, afirmou o novo ministro. Ele acredita que sua experiência pessoal poderá fazer diferença no cargo, pois conhece bem as dificuldades que os imigrantes enfrentam. Por exemplo, quando jovem, um atraso na documentação impediu que ele conseguisse um empréstimo para entrar na universidade.

PUBLICIDADE ANUNCIE

O Canadá é um dos países mais abertos à chegada de imigrantes. Só no ano passado, 300 mil imigrantes, de várias partes do mundo, desembarcaram no país. Este ano, a meta é acolher 320 mil pessoas, o que será um novo recorde para o país.

Veja também: Ilha no Canadá dá emprego e terreno para pessoas ambientalmente conscientes

Com informações do Hypeness / Fotos: Chris Wattie

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar