fbpx

Documentário traz luta por direitos da comunidade LGBT e reação dos conservadores e fundamentalistas religiosos


PUBLICIDADE ANUNCIE

A produtora Lente Viva vem rodando o país há mais de dois anos para levar às telas a luta por direitos da comunidade LGBT e a reação dos conservadores e fundamentalistas religiosos.

“Correrias, percalços e perrengues se justificam porque realizar este documentário é, acima de tudo, abraçar uma causa. Nunca é demais lembrar: o Brasil é campeão mundial em crimes de homofobia. A cada 28 horas, um gay é assassinado”, escreveram em seu financiamento coletivo.

Para conduzir a história, a trupe resolveu acompanhar os bastidores do deputado federal Jean Wyllys no parlamento em Brasília.

Porém, #eu_jeanwyllys vai muito além do cinema político. “O documentário observa sua interação com o público, da Parada Gay aos programas de televisão em São Paulo. Abre a intimidade do protagonista em seu apartamento no Rio de Janeiro e em sua terra natal, Alagoinhas, no Recôncavo Baiano”, explicam.

Logo no título eles querem expor essa coisa do coletivo e de estimular a interação. “Um mosaico de temas atualíssimos que alimenta discursos de amor e ódio nas redes sociais – e que convida todos a participar.”

E antes que perguntem, não, este longa-metragem não é uma peça publicitária encomendada pelo deputado Jean Wyllys.

“O que está em jogo é uma ideia, um valor, uma mensagem. É a vontade de abrir os raios da diversidade e da tolerância por entre nuvens tão carregadas de ódio”.

#Eu_Jean Wyllys – Depoimento do diretor Carlos Juliano Barros from Lente Viva Filmes on Vimeo.

536276265_640

PUBLICIDADE ANUNCIE

BONFIM

jean-wyllys Screen-Shot-2015-07-13-at-12.44.12-PM

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar