É do Brasil: única menina com deficiência vence Miss Universo Infanto Juvenil

"Eu quero que todos os outros deficientes, como eu, participem de tudo que eles tiverem vontade. Eu sou normal. Só sou diferente, do mesmo jeito que as outras pessoas. Porque ninguém é igual a ninguém."


É do Brasil: única menina com deficiência vence Miss Universo Infanto Juvenil 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

A modelo brasiliense Milena Struck, do Núcleo Bandeirante, ganhou no último fim de semana o concurso de Miss Universo Infanto Juvenil realizado em Arequipa, no Peru. Ela disputou com outras 17 candidatas e venceu na categoria de 10 e 11 anos.

Milena nasceu com agenesia de antebraço esquerdo, caracterizada pela ausência de parte do antebraço e da mão. Entre todas as candidatas, ela era a única com deficiência, mas defendeu que “todos devem ser tratados da mesma maneira”.

“Eu quero que todos os outros deficientes, como eu, participem de tudo que eles tiverem vontade. Eu sou normal. Só sou diferente, do mesmo jeito que as outras pessoas. Porque ninguém é igual a ninguém.”

Única menina com deficiência vence Miss Universo Infanto Juvenil Brasília

Rumo ao Miss Universo

De acordo com Andressa Stuck, mãe da Miss, ela começou a se interessar por esse universo quando uma professora da escola propôs um concurso de beleza para trabalhar a autoestima. As meninas tiveram aulas de passarela, postura, etiqueta e fotogenia.

“Milena demonstrou interesse em participar, até por estar com a autoestima meio abalada na época. E para nossa surpresa ela se saiu muito bem”, afirma Andressa.

A modelo mirim participou do Miss Distrito Federal Infanto Juvenil, onde também foi a única candidata com deficiência. Ficou em primeiríssimo lugar!

Única menina com deficiência vence Miss Universo Infanto Juvenil Brasília

PUBLICIDADE ANUNCIE

O próximo passo era ir até Curitiba para o Miss Brasil Infanto Juvenil. No entanto, os pais de Milena estavam desempregados e precisaram fazer uma vaquinha online para conseguir o dinheiro necessário para a viagem.

Uma vez mais, a participação da menina chamou a atenção dos jurados, que lhe concederam o troféu, classificando-a automaticamente para o Miss Universo Infanto Juvenil, no Peru.

Leia também:

Com a ajuda de doações, seus pais conseguiram levá-la para o país vizinho e foram recompensados ao verem Milena ganhar, desta vez, a competição internacional.

Única menina com deficiência vence Miss Universo Infanto Juvenil Brasília

“A Milena dizia o tempo todo que já estava super agradecida por poder participar. Ela dizia que nem precisava ganhar”, conta Andressa.

O Miss Universo Infanto Juvenil, em detrimento da sua premiação adulta, não tem premiação em dinheiro, mas a garota brasiliense pretende seguir nos concursos, com um único objetivo, diz a mãe.

“Ela quer continuar como modelo, participar de outros concursos e ser uma representante da luta pela inclusão.”

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: G1/Fotos: Andressa Struck/Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar