Por causa de demência da mãe, trans precisa contar toda vez sobre transição; reação é sempre linda


PUBLICIDADE ANUNCIE

Embora o mundo viva uma fase de transição, assumir-se trans pode ainda dar medo, pois eles podem ser vítimas de preconceito, rejeição e, em alguns casos, enfrentar reações violentas.

Teoricamente, você só sai do armário uma única vez e é isso. Porém, Tina Healy precisa fazer isso com certa frequência e para a pessoa que mais ama no mundo, sua mãe.

A simpática senhora, infelizmente, tem demência e por isso esquece que seu filho fez a transição, logo, ela precisa contar diversas vezes essa história.

Tina  descreve esta situação única: “Minha mãe sofre de demência e algumas pessoas na minha família estavam preocupadas com o que aconteceria se eu assumisse para mamãe. Podia ser muito estressante para ela lidar com isso. Logo pela manhã eu contei para ela e ela escutou tudo. Eu quis manter tudo simples. E ela disse ao fim de tudo “Bem. O que você sabe? Eu tenho uma bela nova filha. Vem cá, amor.’ E eu chorei em seu ombro…”

PUBLICIDADE ANUNCIE

Toda vez que ela vai ver sua mãe, tem que explicar novamente. “Ela sempre tem a mesma reação. Exatamente a mesma”, disse Healy. “Quase palavra por palavra toda vez. Eu sou sortuda, porque eu assumi mais de 100 vezes no ano para ela. E toda vez ela é linda.”

Fonte: Magazine Good

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar