Restaurantes fecham para clientes e servem exclusivamente vítimas das chuvas em BH

Desde sexta-feira (24), chuvas fortíssimas vêm atingindo todo o estado de Minas Gerais. A região mais afetada pelas chuvas é a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que amanheceu na quarta-feira (29) destruída. Até o momento, 101 cidades decretaram situação de emergência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Infelizmente, segundo os últimos dados divulgados pela Defesa Civil, mais de 40 mil pessoas estão desalojadas e cerca de 8 mil estão desabrigadas. Confirmadas 55 mortes.

Diante do cenário trágico de casas, ruas e comércios destruídos, a solidariedade e união tem se destacado e nos ensinado muito.

Inclusive, tem a ONG Casa de Gentil que cedeu o espaço e ajudou em toda a logística na distribuição das doações. Agora a ONG precisa se reerguer, já que mais de 100 crianças dependem do espaço. Clique aqui e saiba como ajudar.

imagem de Belo Horizonte pós-chuvas
Foto: Reprodução/Instagram @estadodeminas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tanto que alguns restaurantes mudaram seu funcionamento para receber e alimentar voluntários e vítimas das chuvas.

As refeições feitas com muito amor dão a energia que essas pessoas precisam para se reerguer.

O restaurante de luxo Alma Chef é um deles. Localizado no bairro Lourdes, em Belo Horizonte, desde ontem (29), atende exclusivamente funcionários e o pessoal atingido pela chuva.

foto de morador de BH comendo
Foto: Reprodução/Instagram @almachef

Além disso, o estabelecimento está recebendo doações de materiais de limpeza e cestas básicas para, em breve, serem distribuídos às pessoas mais afetadas pelas chuvas em BH e Região Metropolitana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A nossa mobilização é por tempo indeterminado, enquanto pessoas estiverem precisando de ajuda. Na hora do almoço, recebemos muitas pessoas que estão trabalhando na recuperação do Lourdes e funcionários de estabelecimentos prejudicados pelas chuvas. Portanto, abriremos agora à noite, no jantar, para acolher quem ainda precisa e está vivendo esse momento tão difícil”, escreveu numa publicação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Alma Chef (@almachef) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Outro restaurante que tem servido os moradores é o Roça Grande, também no bairro Lourdes.

“Pedimos a compreensão e paciência de todos, pois o ser humano é nosso principal ‘ingrediente’.”

Como ajudar as vítimas das chuvas em Belo Horizonte?

Para moradores das cidades vizinhas, as doações podem ser entregues nos pontos de coleta oficiais e nos batalhões do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

A prioridade agora são produtos de limpeza e de higiene pessoal, água mineral, fraldas, colchões e roupas íntimas.

Os pontos de coleta são:

✔Cruz Vermelha: Alameda Ezequiel Dias, 427 – Santa Efigênia.

✔Servas: Avenida Cristóvão Colombo, 683 – Funcionários.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Banco do Brasil abre conta para doações a vítimas de enchentes

Se você está longe e não puder doar esses itens, o @bancodobrasil abriu uma conta para receber doações em dinheiro. Todo o valor será destinado às cidades e vítimas das enchentes.

O banco também aprovou um plano de emergência para ajudar as localidades atingidas. A instituição prestará apoio a funcionários e a clientes dos locais afetados, renegociando dívidas e mapeando os pontos de atendimento do BB afetados pelas enchentes para restabelecê-los o mais rápido possível. Uma agência móvel será enviada para reforçar o atendimento em Minas Gerais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Banco do Brasil (@bancodobrasil) em

Mais pontos de coleta em BH

Abaixo, separamos mais pontos de coleta para você contribuir com doações de itens emergenciais:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Caputo (@felipecaputo) em

Pontos de coleta em São Paulo

Em São Paulo (SP), a cafeteria Wolff Café, no bairro Santana, anunciou Ontem à noite (29) uma parceria com cafeterias e torrefações que estão funcionando como pontos de coleta para produtos de higiene pessoal, alimentos não-perecíveis, materiais de limpeza, roupas e qualquer outra doação para as vítimas em Belo Horizonte.

Confira os pontos de coleta clicando na imagem abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por WOLFF CAFÉ (@wolff_cafe) em

Vamos estender nossas mãos e ajudar essas famílias?! 🙏

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,780,571SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Moda sustentável: designer suíça cria sapatos e bolsas com cascas de banana

Sarah Harbarth encontrou uma ótima função para as toneladas de cascas de banana que, normalmente, costumam ir para o lixo. A designer suíça criou um...

Moradores de prédio ajudam vendedor de sopa que havia sido mandado ‘calar a boca’ em Salvador (BA)

Já era noite quando o vendedor de sopa Izael Menezes carregava sua caixa de isopor com quentinhas de 500 ml de sopa na região...

Pai refugiado que vendia canetas na rua agora tem três empresas e emprega outros refugiados

Abdul Halim al-Attar, um refugiado da Síria que foi fotografado vendendo canetas nas ruas de Beirute, agora é dono de três empresas na cidade após uma campanha de crowdfunding on-line em seu nome que arecadou US$ 191.000.

Criança de 5 anos que entregou currículo para ajudar em casa após pai morrer, recebe apoio com vaquinha de R$ 30 mil

Após ter sofrido com a morte repentina de Evaldo, seu pai, Murilo decidiu entregar um 'currículo' onde ele trabalhava de vigia em São João...

Instagram