Cientistas desenvolvem rim artificial que filtra o sangue e não causa rejeição

Todo mundo sabe como é difícil aguardar na fila de doação de órgãos por um rim, sendo que esta é apenas a primeira fase do processo. Após a cirurgia, é necessário um tratamento rigoroso, com medicações para impedir que o corpo não rejeite o novo órgão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diante dessa situação que afeta tantas pessoas em todo o mundo, uma pesquisa nacional desenvolvida por cientistas da Universidade da Califórnia, em São Francisco, conseguiu desenvolver um rim artificial, que promete uma solução definitiva para pacientes com doenças renais crônicas.

Com características bioartificiais, o órgão é feito com filtros de silício e células vivas. Seu protótipo, do tamanho de uma xícara de café, funciona através de microchips, recebendo energia dos batimentos cardíacos, funcionando perfeitamente como um rim saudável, filtrando o sangue no corpo. Como é feito a partir de células renais, a chance de rejeição é praticamente inexistente.

rim artificial
O rim bioartificial é um dispositivo compacto, implantado cirurgicamente, para tratamento da doença renal terminal. Ele realiza a grande maioria das funções biológicas do rim natural.

Estão também entre suas funções a otimização da pressão arterial e o equilíbrio na equação entre potássio e o sódio no corpo. Hoje em dia, todo este processo é realizado através da hemodiálise.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Este projeto cria uma solução permanente para o problema de escassez no transplante de órgãos. Estamos aumentando as opções para pessoas com doença renal crônica, que de outra forma seriam forçadas à diálise “, disse William Fissell, um dos cientistas responsáveis pelo desenvolvimento do Kidney Project. Em 2015, o Instituto Nacional de Biomedical Imaging e Bioengenharia (NIBIB) realizou uma doação de U$ 6 milhões para viabilizar o estudo e desenvolvimento do rim mecânico. Segundo projeções realizadas, em um prazo de dois anos o órgão estará disponível para comercialização.

Assista ao vídeo abaixo que explica um pouco mais do processo de criação do rim bioartificial:

E qual é a lição extraída de uma inciativa como essa? Que a empatia tem em si um poder transformador. A partir do que pessoas passaram, profissionais da saúde conseguiram focar sua energia em proporcionar aos que sofrem de doenças renais, qualidade de vida e saúde. Definitivamente, ninguém veio a este mundo a passeio! 😉

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,769,066SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Político indiano usa selfies para reduzir o infanticídio feminino do país

Todos os anos na Índia, milhares de bebês meninas são abandonadas ao nascer. Enquanto algumas são resgatadas, a maioria não é, deixando o país...

Plataforma lança campanha para reconstrução de Bento Rodrigues, em Mariana (MG)

O Juntos é o primeiro site de financiamento coletivo do Brasil focado em projetos sociais. Ele já viabilizou a realização de 180 projetos e...

Criança de 5 anos que perdeu pai para Covid e levou currículo na empresa onde ele trabalhava, ganha vaquinha

Quando seu pai faleceu de Covid-19, o pequeno Murilo, 5, se sentiu na responsabilidade de ser o “homem da casa''. Com a ajuda da...

Conheça a brasileira que está há um ano sem produzir lixo

Por Jéssica Miwa Você lembra da Lauren, a americana que ficou famosa mundialmente por abandonar hábitos antigos com o intuito de produzir zero lixo por...

‘Papo Liberta’ engaja escolas de SP na luta contra a violência sexual infantil

Ao longo de um semestre, estudantes de seis escolas foram provocados a refletir sobre as raízes da violência de gênero e contra crianças e adolescentes.

Instagram