Rituais em hospitais celebram cada vitória de um paciente contra o câncer

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO



Só quem luta diariamente contra alguma enfermidade sabe a sensação de vencer alguma etapa do tratamento.

Celebrar essas vistórias está virando hábito e tradição em alguns hospitais, como forma de lembrar e incentivar a todos no local, de manter todos motivados.

No Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira), por exemplo, foi instalado um sino há cerca de um ano, doação de um paciente que venceu a doença e a ideia de tocá-lo para comemorar o momento veio de seu médico, que se inspirou em um hospital canadense.

O cozinheiro de 36 anos Damião da Silva Dias tocou o sino no último dia 6, após fazer a última sessão de radioterapia. “É bom ver quem termina. A gente pensa que um dia vai terminar também”, diz Dias em entrevista à Folha de S. Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Raro o dia que não se escuta o sino e mais da metade dos pacientes aceita participar da cerimônia. Além de ser permitido levar quantos amigos e familiares quiser, as pessoas no local também se emocionam. “Como vamos negar isso ao paciente que venceu essa etapa? Por hoje, ele venceu”, diz a psicóloga Juliana Ono Tonaki, do Icesp.

 

Outro exemplo é a festa da pega (lê-se pêga) realizada no Itaci (Instituto de Tratamento do Câncer Infantil), em São Paulo. Ela celebra a aceitação da medula transplantada pelo corpo do paciente.

“Pode demorar 20 dias, um mês. É quando conseguimos aferir que o paciente começou a reagir”, diz a oncologista Angela Mandelli.

Quem viveu isso foi o jovem de 15 anos Maciel Barbosa Cosme que batalhou contra uma leucemia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No dia da cerimônia, a pessoa escolhe as comidas que quer para o fim do jejum, além de uma divertida bagunça ser feita por oncologistas, enfermeiras e a terapeuta ocupacional, com música, aplausos e um cartaz escrito “pegou!” várias vezes.

Assim fica mais fácil enfrentar!

16016205

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Folha de S. Paulo

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,022,894FãsCurtir
2,171,660SeguidoresSeguir
11,617SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Com 4 filhos pequenos, dona de casa abandonada por marido recebe apoio de internautas

A jovem mamãe Andreza Santos Araújo, 23 anos, mora e cria sozinha seus quatro filhos pequenos em Várzea Grande, Mato Grosso. Desde que o...

Universitário de 92 anos se adapta à tecnologia e nos dá uma linda lição de resiliência e otimismo

Não existe idade certa para realizarmos nossos sonhos e o universitário Carlos Augusto Manço, que entrou na faculdade aos 90 anos, é um dos...

Instagram