Roger Waters usa jato particular para reunir mãe e filhos separados pela Guerra na Síria

O músico e compositor inglês Roger Waters, um dos fundadores da banda de rock Pink Floyd, famoso por suas músicas de caráter progressista e mais recentemente, por suas declarações de cunho político na mídia, foi o centro das atenções mais uma vez.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Roger usou seu jatinho particular para reunir mãe e seus filhos que foram separados há quatro anos pela Guerra Civil Síria, que já matou mais de meio milhão de pessoas e deixou outros 5 milhões de refugiados desde o início do conflito, em 2011.

Os garotos, agora com 7 e 11 anos de idade, foram sequestrados pelo pai, que era um combatente pró-Estado Islâmico. 

Depois que ele foi considerado morto em um conflito em 2017, os meninos foram levados para a fronteira por sua madrasta – mas logo em seguida abandonados, apenas para acabar em um campo de refugiados sírios.

Leia tambémGeorge Clooney ajuda 3000 crianças sírias refugiadas a voltarem para a escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um advogado de direitos humanos chamado Clive Stafford Smith descobriu a situação dos garotos no campo de refugiados e procurou ‘um amigo’ em busca de ajuda – Roger Waters.

Waters ficou tão comovido com a história dos garotos e de sua mãe, Felicia, que pegou o jato particular para buscá-la em Trinidad e Tobago (onde ela estava exilada) e levou-a até à fronteira síria, há 10.000 quilômetros de distância da nação caribenha para que ela pudesse resgatar seus filhos.

Assim que Felicia chegou ao campo de refugiados, Roger relata que ela passava “horas, horas e mais horas” aguardando ansiosamente os filhos aparecerem. Finalmente, eles se reuniram uma vez mais e voaram de volta em segurança para Trinidad por volta da meia-noite. O músico desabafou dizendo que estava “absolutamente aliviado” com o reencontro.

Leia tambémONG recolhe milhas áreas para reunir famílias de refugiados

Os garotos choraram de alegria ao se reencontrarem com a mãe, numa emocionante reunião familiar. Durante a viagem de volta para a casa de Felicia, eles passaram toda a jornada agarrados no colo da mãe, já não mais se sentindo como ‘dois peixinhos perdidos nadando em um aquário’.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora eles reconstruirão suas vidas na paradisíaca nação-ilha de Trinidad e Tobago, um país pacífico que não se envolve em guerra há pelo menos um século.

Saiba mais:

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Good News Network
Foto de capa: Reprodução / GGN

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,269,708SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

26 mulheres formam o mais antigo coral de mães do Brasil

O Coral Materna em Canto é o primeiro e mais antigo coral de mães e nasceu em 2008. Em meio à solidão do puerpério,...

Bebê de 2 anos grita “papai” após fim do processo de adoção

Mandi Palmer é uma norte-americana de 33 anos que compartilhou sua história no site Love What Matters e nós ficamos tão encantados que gostaríamos...

Vídeo inspira pessoas a doarem sangue e mostra quem são os verdadeiros heróis

A The Heart Corporation junto com a Johnson&Johnson lançam uma nova campanha para provar que o carinho tem poder de mudar o mundo. No...

Adolescente leva irmã com doença terminal para o baile de formatura para realizar um de seus últimos desejos

Aos seis anos, a pequena norte-americana Rebekah Spader foi diagnosticada com Síndrome Mielodisplásica, um câncer de medula óssea. Ela lutou durante os quatro anos...

Vídeo de menino agradecendo medula da irmã arrepia e emociona

Prepare o lencinho e vem se emocionar!

Instagram

Roger Waters usa jato particular para reunir mãe e filhos separados pela Guerra na Síria 1