“Fui promovida no dia em que voltei da licença-maternidade”

0
535
Fui promovida no dia em que voltei da licença-maternidade

Uma notícia incrível pegou a executiva Daniely Ferreira de surpresa quando ela voltou da licença-maternidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No primeiro dia do retorno às tarefas, ela recebeu um e-mail anunciando que havia sido promovida ao cargo de diretora-financeira da Apsen Farmacêutica, empresa em que trabalha há quase 15 anos.

A novidade foi um choque para Dani, que ficou 7 meses afastada e com uma bebê de colo para cuidar. “Quando você descobre uma gravidez, vêm aquelas interrogações e angústias. Eu vinha numa crescente, quase 15 anos de empresa, e estava no meu melhor momento de entregas e resultados.”

Apesar de nunca ter tido receio de ser demitida, ela entendia que após tantos meses longe da empresa, muita coisa poderia ter mudado. “Deu aquele baita frio na barriga, medo do desafio, mas o que me motivou foi a confiança que depositaram em mim por terem me colocado nessa posição”, afirmou.

A gestora agora lidera lidera o setor financeiro, que tem como meta dobrar o faturamento da companhia até 2025.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fui promovida no dia em que voltei da licença-maternidade
Daniely Ferreira foi surpreendida com a promoção a diretora financeira da Apsen assim que voltou da licença-maternidade. Foto: Arquivo pessoal

Dani entrou na empresa farmacêutica como estagiária em 2007, aos dezessete anos. Aos poucos, foi ascendendo entre diferentes cargos e setores, como o de marketing e administrativo.

Após ocupar todas as cadeiras dentro da área financeira, desde a fiscal até a tesouraria, veio o reconhecimento. “Fui sendo promovida, de assistente passei para analista júnior, depois para analista pleno, analista sênior e quando já tinha uma bagagem, recebi a oportunidade de ser coordenadora”.

Dentro de três anos, Daniely assumiu a posição de gerente.

Gravidez

A executiva entrou em licença-maternidade no segundo semestre de 2021 e, durante os primeiros seis meses do ano, se preocupou em preparar a equipe para sua ausência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A Renata [Spallici, vice-presidente da empresa], fez até um evento surpresa com meu time reunido para me desejar boa sorte e para que eu saísse tranquila para a licença-maternidade”, disse.

Nesse meio-tempo, Daniely aproveitou a filha, mas não deixou de monitorar os processos da empresa para se assegurar de que tudo estava acontecendo conforme o planejado.

Maternidade & Trabalho

Agora como diretora-financeira, ela vem buscando conciliar o cargo com a função em tempo integral de ser mamãe.

“Durante o expediente, eu me dedico 200% para a empresa, mas bateu 17h30, eu não posso e nem consigo estender mais como fazia antes”, diz Dani.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nesse reinício das atividades profissionais, o home office tem ajudado muito. “Eu não consigo dar atenção para minha bebê o dia inteiro, mas estar próxima já é algo impagável.”

Questionada sobre como vê seu futuro profissional, Daniely disse: “Começou a passar pela minha cabeça empreender, pensando a longo prazo, numa possível aposentadoria ou com algo que eu já pudesse começar a tocar em paralelo. Surgiu um desejo de empreender com algo voltado para o nicho de crianças, até para ter uma estabilidade financeira”.

Fonte: Dois a Mais
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.