Alagoana que abriu o próprio salão afro com auxílio emergencial recebe apoio da Cielo para alcançar novas conquistas

Aquele “antes e depois” que a gente ama de paixão! Para Estefanie Pauly da Silva, desistir
nunca foi uma opção: ela faz acontecer. Agora mais ainda, pois a alagoana contará com o
apoio da Cielo pra ir longe. Mas antes vamos relembrar sua trajetória.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estefanie começou a trabalhar como trancista em 2017. Ela já era mãe de uma pequena de
3 anos. Na época, era bem complicado conciliar trabalho fora de casa com a maternidade.
Foi então que ela decidiu trabalhar em casa, em Maceió (AL).

No início, Estefanie não tinha dinheiro para comprar Jumbo, uma fibra sintética, então recorria às linhas de crochê para fazer as tranças. Foto: Instagram

Em 2018, surgiu a oportunidade de trabalhar em um salão e ela ficou até março
deste ano. Era o começo da pandemia e Estefanie achou melhor sair do emprego para evitar a contaminação pelo novo coronavírus: dela, mas principalmente da filha.

A trancista recebeu o auxílio emergencial do governo e pensou: “vou pegar parte do dinheiro e investir em um novo salão”. E não é que a coisa se desenrolou?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim que o Governo liberou o funcionamento dos salões de beleza, ela inaugurou o
Estefanie Afro Braids e fez aquela montagem que viralizou, mostrando o antes e depois do
salão.

“É isso o que eu falo para as meninas que estão começando. Não desista, a gente tem que persistir nos nossos sonhos”. Foto: Instagram

Você persistiu, Estefanie, e ganhou mais motivos para sonhar mais e realizar mais!

Gente, a Cielo acompanha o empreendedor há 25 anos com o propósito de simplificar e
impulsionar os negócios. A marca apoia e vibra com histórias como a da alagoana que hoje
inspira tantas outras mulheres a empreender, com inovação e serviços de qualidade.
Mais do que isso: fará parte dessa história, ao lado de outras empresas parceiras.

Foto: Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estefanie receberá da Cielo um capital de giro de R$ 5 mil para investir no salão, o Cielo
Super Link para vender e receber no digital, cursos Cielo Digi (clientes Cielo têm acesso a mais de 70 cursos gratuitos na plataforma) e uma bolsa de 100% até o final do curso de Administração no polo Maceió da UniFCV.

Quanta coisa maravilhosa, né?

O Vicente Carvalho, fundador do Razões, fez uma vídeochamada com a Estefanie para
revelar tudinho o que a gente acabou de contar. E fica o conselho dela para a mulherada:

“É isso o que eu falo para as meninas que estão começando. Não desista, a gente tem que persistir nos nossos sonhos. A gente tem que confiar sempre. Eu tô muito feliz, tô muito grata mesmo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dá o play:


Vai e só vai, Estefanie!

Essa e outras histórias fazem parte de um projeto da Cielo e Razões para Acreditar onde estamos contando a histórias de empreendedores que fazem acontecer, confira aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,265,903SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Americana transforma cadeira de rodas da filha em carruagem da Cinderela

Nascida com uma condição rara, a pequena Roslyn viveu um dia de conto de fadas em pleno Halloween deste ano. Isso porque a mãe,...

Indígenas recuperam área degradada e batem recorde de produtividade

Com selo internacional de proteção da biodiversidade, o produto é vendido hoje pra exportação e restaurantes consagrados como do chef do Alex Atala.

Milano doa meia tonelada de cestas básicas para Papais Noéis do RJ sem trabalho durante a pandemia

Todo mundo sabe que esse não foi um ano fácil para ninguém, até mesmo para o Papai Noel! Profissionais que esperam o ano inteiro...

Trupe de palhaços faz apresentação na frente da casa de menino que não pode andar

A trupe também levou uma cesta básica para a família e brinquedos para o menino e seus três irmãos.

Internautas fazem vaquinha para família de menino que viu a mãe morrer atropelada para salvá-lo

O pequeno Tharick Leandro, 4 anos, passou recentemente por um momento trágico em sua curta trajetória de vida. O menino foi atropelado por uma...

Instagram