Alagoana que abriu o próprio salão afro com auxílio emergencial recebe apoio da Cielo para alcançar novas conquistas

Aquele “antes e depois” que a gente ama de paixão! Para Estefanie Pauly da Silva, desistir
nunca foi uma opção: ela faz acontecer. Agora mais ainda, pois a alagoana contará com o
apoio da Cielo pra ir longe. Mas antes vamos relembrar sua trajetória.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estefanie começou a trabalhar como trancista em 2017. Ela já era mãe de uma pequena de
3 anos. Na época, era bem complicado conciliar trabalho fora de casa com a maternidade.
Foi então que ela decidiu trabalhar em casa, em Maceió (AL).

No início, Estefanie não tinha dinheiro para comprar Jumbo, uma fibra sintética, então recorria às linhas de crochê para fazer as tranças. Foto: Instagram

Em 2018, surgiu a oportunidade de trabalhar em um salão e ela ficou até março
deste ano. Era o começo da pandemia e Estefanie achou melhor sair do emprego para evitar a contaminação pelo novo coronavírus: dela, mas principalmente da filha.

A trancista recebeu o auxílio emergencial do governo e pensou: “vou pegar parte do dinheiro e investir em um novo salão”. E não é que a coisa se desenrolou?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim que o Governo liberou o funcionamento dos salões de beleza, ela inaugurou o
Estefanie Afro Braids e fez aquela montagem que viralizou, mostrando o antes e depois do
salão.

“É isso o que eu falo para as meninas que estão começando. Não desista, a gente tem que persistir nos nossos sonhos”. Foto: Instagram

Você persistiu, Estefanie, e ganhou mais motivos para sonhar mais e realizar mais!

Gente, a Cielo acompanha o empreendedor há 25 anos com o propósito de simplificar e
impulsionar os negócios. A marca apoia e vibra com histórias como a da alagoana que hoje
inspira tantas outras mulheres a empreender, com inovação e serviços de qualidade.
Mais do que isso: fará parte dessa história, ao lado de outras empresas parceiras.

Foto: Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estefanie receberá da Cielo um capital de giro de R$ 5 mil para investir no salão, o Cielo
Super Link para vender e receber no digital, cursos Cielo Digi (clientes Cielo têm acesso a mais de 70 cursos gratuitos na plataforma) e uma bolsa de 100% até o final do curso de Administração no polo Maceió da UniFCV.

Quanta coisa maravilhosa, né?

O Vicente Carvalho, fundador do Razões, fez uma vídeochamada com a Estefanie para
revelar tudinho o que a gente acabou de contar. E fica o conselho dela para a mulherada:

“É isso o que eu falo para as meninas que estão começando. Não desista, a gente tem que persistir nos nossos sonhos. A gente tem que confiar sempre. Eu tô muito feliz, tô muito grata mesmo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dá o play:


Vai e só vai, Estefanie!

Essa e outras histórias fazem parte de um projeto da Cielo e Razões para Acreditar onde estamos contando a histórias de empreendedores que fazem acontecer, confira aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Funcionários demitidos de hospital permanecem de maneira voluntária em Americana (SP)

Devido a uma determinação judicial, 12 dos 34 funcionários comissionados do Hospital Municipal de Americana, em São Paulo, foram demitidos e agora estão trabalhando...

‘Black Friday com Amor’ doa parte do valor das suas compras para causas sociais

Estima-se que a campanha arrecadará R$ 100 mil em doações para as ONGs.

Jovem cria matriz inédita para bordados em Braille

A catarinense Sabrina Picolo criou matriz para bordar em Braille totalmente inédita!

Cachorro carrega balões de oxigênio para ajudar menina que precisa de ajuda para respirar

Quase diariamente postamos histórias fantásticas de animais que fazem ações incríveis para nós, os humanos. A pequena Alida Knoblock, de 4 anos, é mantida viva graças...

Fotógrafo clica catadora de recicláveis e melhora sua autoestima

A vergonha de ser catadora de recicláveis é coisa do passado.

Instagram