De ‘rivais’ a parceiras: Sanofi se junta à Johnson & Johnson para produzir vacinas contra a Covid-19

A pandemia do novo coronavírus não vê classe social, raça ou gênero. Ela está presente há mais de um ano na vida de absolutamente todas as pessoas do mundo, portanto, é preciso união para derrotá-la. Diante disso, nada mais representativo do que o recente acordo entre duas grandes empresas farmacêuticas concorrentes para produzir vacinas contra a Covid-19. Antes “adversárias”, a francesa Sanofi acaba de anunciar uma parceria com a Johnson & Johnson.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lutando contra atrasos no desenvolvimento de suas próprias vacinas, a Sanofi decidiu oferecer uma de suas instalações de produção de imunizantes à Johnson & Johnson para a fabricação de milhões de doses contra o coronavírus. O imunizante foi desenvolvido pelo laboratório belga Janssen-Cilag, parceiro da J&J.

vacina johnson 1
Foto: Johnson & Johnson

Em comunicado feito na última segunda-feira (22), a Sanofi disse que será responsável tanto pela fabricação quanto pelo envase das vacinas e que a expectativa é produzir 12 milhões de doses por mês.

A indústria farmacêutica é uma das mais competitivas do mundo, porém, diante da pandemia e da pressão dos governos, se unir parece mais inteligente do que se manter numa posição de eternas competidoras. Afinal, se vencermos a pandemia, todos saímos ganhadores, não é mesmo?!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

vacina johnson 2
Foto: AP Photo/Christophe Ena

O CEO da Sanofi, Paul Hudson, disse que o acordo anunciado demonstra seu “compromisso com o esforço coletivo para acabar com esta crise o mais rápido possível”.  Segundo ele: “Onde temos os recursos de fabricação adequados, estamos dando um passo à frente para mostrar solidariedade na indústria e continuar fazendo a nossa parte na luta contra o COVID-19”, afirmou no comunicado do dia 22 de fevereiro.

A responsável pela produção das vacinas será a fábrica localizada em Marcy l’Etoile, perto da cidade de Lyon, na França. Esta não é a primeira parceria que a Sanofi faz em plena pandemia. A fabricante também ofereceu suas instalações em Frankfurt, Alemanha, para produzir 125 milhões de doses de vacinas da Pfizer-BioNTech.

O anúncio foi feito pelo próprio presidente francês, Emmanuel Macron, que confirmou ter pressionado a Sanofi a oferecer suas instalações para ajudar a fazer vacinas de seus rivais, devido à alta demanda global por vacinas e aos problemas de abastecimento. “Devemos, juntos, acelerar a produção de vacinas com parcerias industriais”, afirmou Macron.

Fonte: APNews

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Moradores de favela carioca transformam depósito de lixo em parque ecológico e viram exemplo mundial

Eles eram apenas dois sonhadores que começaram a revitalizar um depósito de lixo no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro. Hoje, é um projeto comunitário que...

Senhora de 92 anos usa a mesma placa na Parada do Orgulho Gay desde 1970

Frances Goldin, uma senhora de 92 anos, é um dos principais símbolos da Parada do Orgulho LGBT de Nova York. E não é de...

Com tom de pele lindamente escuro esta jovem está quebrando a internet

Cada tom de pele tem sua beleza e particularidade, muito por carregar em si uma história relacionada às nossas origens, e uma jovem tem...

Mãe recebe diploma depois de ajudar o filho tetraplégico a se graduar

A ideia partiu do próprio filho, em reconhecimento ao apoio que recebeu nas aulas.

Instagram