São Paulo vai incluir empatia e criatividade no currículo das escolas municipais

Não há nenhuma dúvida que ninguém nasce preconceituoso ou intolerante com o que é diferente. Infelizmente, somos ensinados a agir dessa maneira, às vezes, inconscientemente, já que muitas dessas atitudes estão enraizadas na nossa cultura.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, o contrário também acontece. Empatia e abertura à diversidade são valores que podem, e precisam (!), ser ensinados. É claro que a escola não é o único espaço onde esses valores devem ser ensinados. Esse é um trabalho de toda a sociedade.

No entanto, são louváveis iniciativas que trazem para a sala de aula esse desafio. Foi pensando nisso que a Secretaria de Educação de São Paulo decidiu incluir na grade curricular das escolas municipais as chamadas habilidades emocionais, que incluem criatividade, empatia e abertura à diversidade.

O novo currículo passa a valer a partir de 2018 e, segundo o secretário municipal da Educação, os professores da rede farão uma formação especial para enfrentar esse desafio. “Estamos muito seguros de que isso vai acontecer”, disse Alexandre Schneider ao jornal O Estado de S. Paulo.

O texto do novo currículo traz nove competências com características socioemocionais. Por exemplo, as competências “empatia e colaboração” mencionam que o estudante deve ser ensinado a “trabalhar em grupo, criar, pactuar e respeitar princípios de convivência, solucionar conflitos, desenvolver a tolerância à frustração e promover a cultura da paz”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cerca de 57 mil professores da rede foram consultados sobre o que consideravam importante incluir no novo currículo, mas apenas 16 mil responderam à consulta. Entre os críticos do novo currículo, o presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo, Claudio Fonseca, disse que a Prefeitura precisa “ter cuidado para que o currículo não se torne um modismo, que não muda a escola. E completou: “O currículo acontece no dia a dia, todos os profissionais precisam estar envolvidos”.

Com informações do ESTADÃO

Foto: Secretaria Municipal de Educação de São Paulo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,279,775SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Após comprar comida para mãe alimentar filhos, jovem descobre endereço da família e leva mais doações

Li uma vez em algum lugar que se o mal contagia, o bem contagia mais ainda! Contamos a história de um português que fez...

Casa de família carente em Manaus é totalmente reformada apenas com materiais recicláveis

Reformar a casa de uma família carente com resíduos recicláveis. Essa foi a ideia de um arquiteto que realizou o sonho da cozinheira Euderlene.

Foto de casal de idosos nus ganha apoio dos internautas e viraliza nas redes sociais

A fotógrafa americana Jade Beall é conhecida pelos seus trabalhos de nu artístico. Recentemente, ela publicou uma foto de um casal de idosos nus...

Dez maiores favelas do Brasil lançam vaquinha para apoiar ações sociais

Em parceria com a plataforma eSolidar, G10 das Favelas quer impulsionar projetos de impacto social e incentivar o empreendedorismo nas comunidades.

Projeto oferece assessoria jurídica para moradores em situação de rua no RJ

Projeto "Café Suspenso" atua na defesa de direitos básicos de pessoas marginalizadas.

Instagram

São Paulo vai incluir empatia e criatividade no currículo das escolas municipais 3