Sapatilhas captam movimentos da dança e transforma em coreografias ilustradas

Uma das melhores coisas da vida é dançar como se ninguém estivesse vendo. Aquela coisa que lava a alma, exercita, alegra e relaxa. (Já postamos uns vídeos incríveis aqui, aqui e aqui).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para quem dança profissionalmente ou para quem só se joga na pista sem compromisso, a designer Lesia Trubat González criou a E- Traces, uma sapatilha que captura os movimentos de quem dança com elas e transforma em desenhos.

Lesia queria uma forma de ilustrar uma coreografia, por exemplo.

Para isso, ela utilizou a tecnologia Arduino Lilypad presa às sapatilhas de ballet para registrar a pressão e o movimento dos pés do dançarino e enviar um sinal para um dispositivo eletrônico.

Como você pode ver no vídeo, E-Traces é uma nova maneira de criar marcas incrivelmente elegantes, que são quase uma reminiscência de caligrafia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Então, quem sabe, você seja o Rembrandt da dança do estilo livre. Tudo que você precisa é um par desses sapatos!

e-trace-shoes-1 e-traces-shoes-2

312 E_Traces_Chaine e-trace-shoes-1 e-traces_image_screenshot e-traces-lesia-trubat-01 e-traces-lesia-trubat-03-700x392 e-traces-lesia-trubat-09_800 etraces

Fonte: Makezine

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,282,832SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

“Não aguento mais bonecas”: menina escreve carta para Papai Noel pedindo brinquedos com mais aventura

Ela conta que gostaria de ter mais aventuras em suas brincadeiras.

Saiba porque pessoas acima de 60 anos deveriam tocar bateria

Você sabe o que significa bateroterapia? O músico Gus Conde criou esse método, que une o exercício de tocar bateria, com a fisioterapia e a terapia. A...

Garota de 14 anos cria app que ajuda pacientes com Alzheimer a reconhecer os outros

Algumas pessoas realmente são mais precoces do que outras, como é o caso de Emma Yang, que tem apenas 14 anos e já criou...

Garoto de 4 anos distribui sanduíches para moradores de rua

Depois que entrega os sanduíches, Austin dá um conselho para os sem-teto: “Não se esqueça de demonstrar amor.”

Secretamente, fotógrafo registra pedidos de casamento em Nova York

As histórias captadas espontaneamente são sempre as mais emocionantes e interessantes, por isso o que acontece nas ruas é sempre maravilhoso quando acontece um...

Instagram

Sapatilhas captam movimentos da dança e transforma em coreografias ilustradas 3