fbpx

Médico reforma posto de saúde com recursos próprios para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)


Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)
PUBLICIDADE ANUNCIE

Imagine a seguinte situação: dezenas de pacientes, entre eles bebês, crianças e idosos em um posto de saúde à espera de atendimento num calor escaldante de 43 graus.

Para o neuropediatra Newman Nigro, que trabalha no Centro Especializado de Saúde Paul Harris, na Posse, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, uma situação que, em suas palavras, o deixou “incomodado”.

O médico então decidiu fazer algo à respeito.

Com recursos próprios, reformou a unidade hospitalar, gastando cerca de R$ 4 mil para rebaixar o teto do forro PVC, fazer um isolamento térmico com isopor, comprar novas luminárias para a área de recepção, além da luminária.

“Comentamos sobre a necessidade de fazer uma obra aqui, mas a prefeitura não tinha condições. São 57 unidades. Temos boa relação com o secretário e o prefeito, tanto que a luminária que tiramos daqui foi para outra unidade”, diz Newman.

O médico é concursado e atualmente é o diretor-geral do posto, local este em que trabalha há 20 anos.

Surpreendentemente, não é a primeira vez que ele banca reformas com dinheiro próprio para melhorar a infraestrutura do posto de saúde.

Além disso, em 2017, Newman impediu que os funcionários do posto entrassem em greve ao pagar em rodízio o salário deles com suas economias enquanto a prefeitura se organizava para pagá-los integralmente. O posto permaneceu aberto (em detrimento dos outros postos da cidade, que fecharam) atendendo a população normalmente.

Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)
Teto antes da reforma: telhas de amianto e muito calor.

“Fomos a única unidade que não entrou em greve. Fizemos um rodízio. Cada dia da semana, um grupo vinha trabalhar. Dava uma parte do salário dos técnicos e dos funcionários do administrativo e uma ajuda de custo para transporte e alimentação”.

Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)
Com a reforma na unidade, temperatura ficou mais agradável para os pacientes.

O médico vai comprar três novos ventiladores para a unidade na semana que vem; mais uma vez, com recursos próprios. Vendo a boa vontade de Newman em melhorar a qualidade do posto de saúde, um clínico da unidade, Fábio Moraes, decidiu ajudá-lo também, doando R$ 1 mil.

A obra de melhora na infraestrutura rendeu até um agradecimento formal do secretário municipal de saúde de Nova Iguacçi, Manoel Barreto, no Facebook.

Leia tambémCom falta de médicos em posto de saúde, prefeito assume e realiza atendimentos

O Centro Especializado de Saúde Paul Harris conta com um quadro atual de 25 funcionários, atendendo 1200 pessoas por mês.

Pacientes e funcionários da instituição também aprovaram a reforma (e a generosidade) do neuropediatra.

PUBLICIDADE ANUNCIE

“A recepção ficava muito quente e isso deixava as crianças mais agitadas,” relata a artesã Maria José Duque, de 52 anos, que levou os netos Miguel e Sammuel para atendimento com Newman.

Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)
A artesã Maria José Duque com os netos Miguel e Sammuel aprovou a reforma.

Marilene Nascimento, de 54 anos, dona de casa, elogiou a conduta do médico. “Como ótimo médico que é, não pensou só nele, e, sim, nos pacientes.”

Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)
Temperatura alta antes da reforma.

Resposta da Secretaria Municipal de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu reconheceu por meio de comunicado a iniciativa dos médicos.

“Devido à falta de atualização nos repasses federais para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), grande parte dos recursos da Secretaria de Saúde são destinados para manter a unidade sempre de portas abertas. Dos R$ 19 milhões gastos mensalmente no HGNI, R$ 8.5 milhões saem dos cofres municipais. Apesar destas dificuldades, a prefeitura vem buscando investir em melhorias nas unidades básicas de saúde. Uma licitação está em andamento para obras de reparos em 13 das 57 unidades básicas de saúde,” informou.

Diretor de posto de saúde banca reforma para amenizar sofrimento de pacientes em Nova Iguaçu (RJ)

Leia tambémServiço Nacional de Saúde da Inglaterra promove projeto para acabar com a solidão

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: NNI
Fotos: Cléber Júnior / Agência O Globo

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar