Mesmo doente terminal de câncer, ela casou cinco dias antes de morrer


PUBLICIDADE ANUNCIE

Essa história é um pouco antiga, mas vale a pena ser contada para quem não soube na época.

A curta, porém rica, história de Katie teve seu primeiro solavanco em 2002, quando ela foi diagnosticada com um tipo de tumor malígno no cérebro. Isso não a abateu, pois ela continuou com os estudos normalmente, até que em 2003, foi diagnosticada novamente com outro tumor.

Dessa vez, Kirkpatrick recebeu um diagnóstico de um tumor malígno e inoperável muma das artérias próximas ao pulmão.

No dia 15 janeiro de 2005, depois de 3 anos lutando contra a doença, a moça casou-se com o delegado da cidade de Lapeer, Nick Godwin, na Igreja de Cristo em Hazel Park – Michigan.

Um acessório inusitado na festa foi o tudo de oxigênio usado por Katie. Ele acompanhou a noiva em toda a cerimônia e na festa também.

Cinco dias depois, Katie Kirkpatrick Godwin faleceu no McLaren Regional Medical Center, em Flint – Michigan.

PUBLICIDADE ANUNCIE

strong_bride_katie_kirkpatrick_01 strong_bride_katie_kirkpatrick_02 strong_bride_katie_kirkpatrick_03 strong_bride_katie_kirkpatrick_04 strong_bride_katie_kirkpatrick_05 strong_bride_katie_kirkpatrick_06 strong_bride_katie_kirkpatrick_07 strong_bride_katie_kirkpatrick_08 strong_bride_katie_kirkpatrick_09 strong_bride_katie_kirkpatrick_10 strong_bride_katie_kirkpatrick_11

Dica: Gustavo Camargo

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar