Pela 1ª vez, cientistas eliminam HIV do genoma de animais vivos


Cientistas eliminam HIV pela primeira vez do genoma humano de paciente infectado
PUBLICIDADE ANUNCIE

Uma equipe de médicos e cientistas da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, anunciou um feito impressionante na busca incansável pela cura do vírus HIV: eles conseguiram eliminar a doença, pela primeira vez, de todo o genoma de um animal vivo por meio de um medicamento que edita os genes afetados.

O estudo foi publicado na terça-feira (2) pelo periódico Nature Communications. Trata-se de uma descoberta ímpar, que vem sendo estudada há pelo menos 30 anos.

A novidade sugere que esta poderia ser a base para a cura da doença, com futuros testes em laboratório com seres humanos previstos para o segundo semestre de 2020.

Cientistas eliminam HIV pela primeira vez do genoma humano de paciente infectado
Foto: Reprodução/Opas

A equipe responsável pela descoberta utilizou um medicamento chamado “Laser Art”, poderoso o suficiente para reduzir a ação do vírus. Com a ajuda do editor de genes CRISPR, os pesquisadores conseguiram eliminar o HIV em todo o genoma de um terço dos camundongos analisados em laboratório. A edição de genes foi feita por pesquisadores da Temple University, na Filadélfia, nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia também:

Quase 40 anos depois da descoberta da doença, apenas duas pessoas foram curadas do HIV – ambas tinham um agressivo tipo de câncer de sangue e estavam em estado terminal. Após serem submetidas a um transplante de medula óssea, se recuperaram não só da leucemia, mas do vírus da imunodeficiência humana.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: R7/Foto de capa: Reprodução/Agência Brasil

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar