Professor de boxe revive paixão de avô doente e dá aulas gratuitas a crianças com paralisia cerebral

Um neto zeloso e um professor que não exclui crianças especiais do esporte.


professor boxe revive paixão avô ensina crianças paralisia cerebral
PUBLICIDADE ANUNCIE

O boxe está no sangue da família D’Paula, de Belo Horizonte. O pioneiro de tudo é o seu Edimar, hoje com 70 anos, ex-pugilista peso-pesado. E é com a força dos tempos gloriosos em cima do ringue que ele luta bravamente contra uma série de problemas de saúde.

Diabetes e a doença que muitos conhecem com ‘fogo selvagem’ são alguns deles. O sobrepeso também torna difícil fazer muitas coisas. Mas, definitivamente, não impede o ex-atleta do Exército de praticar boxe com o neto Eric, 21 anos, também boxeador, como o pai, o irmão e o avô.

Leia também: Esporte gera inclusão a jovens com distrofia muscular de Duchenne

Ano passado, Edimar recebeu alta do hospital depois de ficar meses entubado, com problemas nos rins, pâncreas, entre outras complicações. Pouco tempo depois, Edimar voltou a sentir a adrenalina do boxe com Eric, fortalecendo ainda mais a relação avô-neto.

“Ele é um cara que me inspirou muito, e ainda me dá muita força para continuar nessa caminhada. Eu acredito bastante que o esporte tem o poder de mudar a vida das pessoas”, disse Eric em conversa com o Razões para Acreditar.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Hoje estou aqui realizando meu sonho junto ao meu vovô que aos seus 70 anos de idade com vários poblemas de saúde equisema , erisipele , fogo selvagem , diabete e vários outros poblemas fora o peso que impossibilita de fazer muitas coisas a dor que sente na perna e fora do comum . Ele me disse com as próprias palavras (filho parece que passaram álcool na minha perna e colocaram fogo de tanto que queima de tanta dor que eu sinto ). Ano passado conseguiu sair do hospital com muito custo depois de ter sido intubado , com seus rins não funcionando , pâncreas não funcionando mais ,e os poblemas só se agravando , mais graças a Deus ele conseguiu sair dessa . Meu avô quando novo foi pugilista , peso pesado , lutou pelo Exercito fez o seu nome apresentou- se em circo onde engrandeceu mais ainda o seu nome ( lutou muita das vezes valendo um coca cola de 2l ) . E com todos os poblemas depois de 40 anos sem tocar em uma luva , eu pude ajudar ele relembrar um pouco da NOBRE ARTE que e o Boxe . Fico muito feliz de ter sido contaminado com o seu sangue esse Boxe que passou de geração em geração . Obrigado vovô por tudo eu amo você , seguiremos fortes nos treinamentos. Agradeço a todos que fazem parte desses momentos . @primodpaula @cristiane_andrade01 @darleypp @08breno @arthur_dpaula . #FAMILIAD’PAULA #CTD’PAULATEAM .

Uma publicação compartilhada por eric d’paula (@dp_boxe) em

Eric treina boxe com seu Edimar duas vezes por semana e cada treino dura meia hora. É aquela ansiedade para o neto chegar em casa logo, poder vestir suas luvas e treinar duro, como nos bons e velhos tempos, coma única diferença que agora Edimar treina sentado. De tão feliz, já que o boxe, como qualquer atividade física, libera endorfina (hormônio que gera sensação de bem-estar no organismo), Edimar até esquece seus problemas de saúde: “É um momento em que ele foca somente no boxe!”. 🥊❤

Leia também: Pai participa de triatlo com filho que tem paralisia cerebral e diz com orgulho: “Minha inspiração!”

Mas Edimar não é o único aluno especial de Eric. Inspirado nos treinos com o avô, Eric dá aulas de boxe gratuitas para crianças com paralisia cerebral, como Bernardo, 10 anos. O garoto encara os treinos com um sorriso contagiante, mostrando que o esporte é para todos: não importa a idade da pessoa ou se ela tem movimentos limitados (vídeo abaixo). O boxe melhora sua coordenação motora, postura e também é ótimo para fazer novas amizades.

“Eu não cobro nada, só de ver um sorrido no rosto deles e eles poderem me abraçar… Eu fico muito feliz, não existe recompensar maior”, afirma Eric.

PUBLICIDADE ANUNCIE

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por eric d’paula (@dp_boxe) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por eric d’paula (@dp_boxe) em

O CT D’Paula Team fica na rua Lunds Ferreira, esquina com a Cândido Siqueira, nº 187, bairro Nova Vista.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

professor boxe revive paixão avô ensina crianças paralisia cerebralcrédito das imagens: Reprodução/Instagram @dp_boxe

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar