Cabeleireira baiana doa cabelo das clientes para Hospital do Câncer de Goiás


Dona de salão de beleza doa peças de cabelo para o Hospital do Câncer de Goiás
PUBLICIDADE ANUNCIE

Uma ação solidária de uma cabeleireira baiana tem levado esperança e autoestima para dezenas de pacientes do Hospital do Câncer de Goiás.

Meire Carinhanha é proprietária e cabeleireira do Salão de Beleza Realce, em Caculé, no sudoeste baiano. Visando ajudar as crianças e adultos que enfrentam o câncer, ela tem doado centenas de peças de cabelo cedidos por seus clientes para o Hospital do Câncer em Goiás (GO).

Quando submetidos à quimioterapia ou radioterapia, os pacientes que enfrentam o câncer podem perder o cabelo. Isso ocorre porque ambas as terapias atuam tanto nas células cancerígenas quanto nas saudáveis, e atinge principalmente as células que se multiplicam com mais rapidez, como os folículos pilosos, responsáveis pela produção dos cabelos.

[Faltando apenas um ano para se formar em odontologia, a Ingred sofreu um grave acidente doméstico que a deixou tetraplégica. Para se graduar, ela precisa de um carro, pois a faculdade fica a 43 km de onde ela mora e Ingride não conta com transporte público. Vamos ajudá-la a fechar esse ciclo? Clique aqui e apoie.]

Dona de salão de beleza doa peças de cabelo para o Hospital do Câncer de Goiás

Ciente da importância do cabelo para a autoestima, Meire teve a iniciativa de começar essa ação solidária.

Leia também: 

PUBLICIDADE ANUNCIE

O doador das mechas não paga pelo corte de cabelo – um incentivo do salão para atrair mais voluntários. A cabeleireira explica que qualquer tipo de cabelo pode ser doado: encaracolados, lisos ou crespos.

Dona de salão de beleza doa peças de cabelo para o Hospital do Câncer de Goiás

Meire ainda não tem condições de receber doações via correios. Os interessados precisam ir até o seu salão, na Praça Coração de Jesus, ao lado do Banco do Brasil, em Caculé (BA), a 700 quilômetros de Salvador.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Sertão em Mídia/Fotos: Reprodução/Sertão em Mídia

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar