Seleções masculina e feminina da Austrália terão salários iguais

Em um comunicado divulgado nesta quarta-feira (6), a Federação Australiana de Futebol (FFA) anunciou que as jogadoras da seleção feminina vão receber o mesmo salário que os jogadores da equipe masculina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O acordo é um salto gigantesco para a igualdade de gêneros no esporte.

A partir de agora, as Matildas, como são carinhosamente chamadas as jogadoras profissionais australianas, terão direito às mesmas condições de trabalho que os Socceroos, como são apelidados os homens.

A FFA afirmou também que elas viajarão para participar de jogos em outros países somente de classe executiva, como os rapazes. Tal conquista foi aprovada após uma convenção coletiva assinada hoje e que terá duração de quatro anos.

Até 2023, Matildas e Socceroos dividirão igualmente os 24% das receitas publicitárias geradas pelo futebol australiano, destinadas aos atletas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Fernando Donasci/Reuters

 

“O futebol é o esporte de todo o mundo e esta nova convenção coletiva constitui um passo a mais em direção à adoção de valores de paridade, integração e igualdade de chances”, declarou Chris Nikou, presidente da FFA.

Copa do Mundo revelou disparidades na seleção

A equidade salarial é resultado direto de uma batalha por direitos lançada durante a Copa do Mundo Feminina na França, ocorrida entre julho e julho deste ano.

Durante o evento, a disparidade de tratamento entre homens e mulheres ficou evidente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A meio-campista australiana Elise Kellond-Knight comemorou o acordo. Ela disse que a conquista evidencia “respeito” às mulheres e é a realização de um “sonho”.

Leia também: Equipe rival protege jogadora muçulmana para que ela arrume hijab durante partida

O diretor-geral da FFA, David Gallop, disse que igualdade salarial foi possível porque a seleção masculina topou dividir a renda com as jogadoras. Para Mark Milligan, capitão da seleção australiana, a seleção feminina obteve “o que merecem”.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ex-jogadora Sarah Walsh e as atletas Elise Kellond-Knight e Kathryn Gill participaram do acordo. Foto: Reprodução/Twitter

Falando em contrato ‘único’ no mundo do futebol, o diretor-geral da Associação dos Jogadores Profissionais do país, John Didulica, diz esperar que a decisão sirva de exemplo a “todas as federações, permitindo que elas aproveitem a incrível oportunidade social e comercial que representa o futebol feminino”.

O acordo vem em boa hora: a seleção feminina da Austrália se prepara para enfrentar o Chile, no próximo final de semana, por uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio de 2020.

Respeitadas pelo futebol racional e raçudo, as Matildas devem entrar em campo ainda mais motivadas.

Educação, esporte e arte são fundamentais para a inclusão social de grupos vulneráveis, concorda? Conheça então três projetos que defendem essas causas, escolha a sua favorita, apoie e concorra a um super prêmio de R$ 1 milhão da promoção “Ganhou, Causou”, da Nestlé. Clique aqui e saiba como participar!

Fonte: Folha/Foto de capa: Jean-Paul Pelissier/Reuters

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ação visa arrecadar fundos para familiares envolvidos na tragédia aérea do Chapecoense

"A classificação para a semi-final parecia o limite. Mas que nada. Eles chegaram muito mais longe. Longe demais - a viagem mais importante da Chapecoense não chegou ao fim".

Cãozinho transforma vida de garoto com paralisia que não conseguia sorrir

Johnny tem apenas 9 anos de idade e por conta de uma paralisia facial, quase perdeu a capacidade de sorrir. O garoto também é...

Duracell ajuda vítimas da tempestade Sandy recarregando celulares

A Duracell está auxiliando as pessoas afetadas pelo furacão Sandy, em Nova Iorque, provendo uma nova fonte de energia, já que nem todas as vítimas da...

Bebês são internados e desconhecidos se mobilizam para tirar família de barraco em São Paulo

Diz se não é de cortar o coração! Dos sete filhos pequenos da Carol e do Ricardo, dois são gêmeos recém-nascidos, internados com pneumonia,...

Garçom paga porção e refrigerante para menino poder assistir jogo em bar de Carapicuíba (SP)

O gesto foi motivado por uma lembrança: “Eu me vi naquela situação. De querer assistir um jogo, e não poder".

Instagram