Etna retira a palavra ‘criado-mudo’ de seu catálogo para combater o racismo

O termo, que tem dois séculos, é uma herança do nosso passado escravagista e hoje é considerado racista.


etna retira palavra criado-mudo racismo
PUBLICIDADE ANUNCIE

A Etna, uma das maiores marcas de móveis e decoração do Brasil, divulgou uma campanha em que anuncia o fim do uso da palavra ‘criado-mudo’ em seus catálogos.

O termo, que tem dois séculos, é uma herança do nosso passado escravagista e hoje é considerado racista.

De acordo com o vídeo divulgado pela empresa, a palavra ‘criado-mudo’ será substituída por ‘Mesa de Cabeceira‘.

“Dois séculos depois, sem nos dar conta, ainda carregamos termos racistas como esse, mas sabemos que é sempre tempo de mudar e evoluir”, diz o comunicado.

etna retira palavra criado-mudo racismo

‘Criado-mudo nunca mais’

A campanha resgata a origem do termo para embasar sua decisão e explica que em 1820, os escravos que faziam os serviços domésticos eram chamados de ‘criados’.

“Alguns desses homens e mulheres passavam dia e noite imóveis ao lado da cama com um copo d’água, roupas ou o que mais fosse.”

Leia tambémApós ser vítima de racismo, jovem cria site para mapear a discriminação no Brasil

Porém, alguns senhores achavam incômodo o fato de eles falarem, e muitos chegavam a perder a língua. Outros sofreram duras punições para ‘aprender’ a nunca se mexer quando houvesse alguém dormindo.

Um dia, surgiu a ideia de uma pequena mesinha para ficar ao lado da cama, usada basicamente para apoiar objetos. Esse móvel exercia a mesma função do escravo doméstico e foi chamado de criado. Então, para não confundir os dois, passaram a chamar o móvel de criado-mudo”, diz o vídeo.

Assista:

PUBLICIDADE ANUNCIE

Tem palavras que não dá mais para continuar falando. Criado-mudo é uma delas. A partir de 20/11, vamos começar a abolir esse termo e chamaremos o móvel de Mesa de Cabeceira. Acesse www.etna.com.br/criadomudonuncamais e saiba mais! #CriadoMudoNuncaMais #MesadeCabeceira

Posted by Etna on Wednesday, November 20, 2019

A agência de marketing Tracylocke Brasil foi a responsável pela campanha. Para obter um maior alcance, utilizou-se a hashtag #CriadoMudoNuncaMais, firmando o compromisso da empresa.

“Pequenos gestos ajudam a transformar o mundo. Queremos mostrar com essa iniciativa que podemos, mesmo com fatos históricos, inspirar um pensamento e uma atitude diferente”, explicou o CCO da agência, Rodolfo Barreto.

“Acreditamos que essa campanha pode contribuir para uma reflexão e motivar outros movimentos de mudança como esse”, complementou Karina Alfano, gerente executiva da marca de decoração.

A Etna criou uma página com informações completas para que os clientes tenham acesso a esse contexto histórico e origem do tema.

Após a publicação e consequente repercussão do vídeo, a Tok&Stok aderiu à hashtag #CriadoMudoNuncaMais. “Parabéns pela iniciativa de promover uma mudança tão importante e necessária como essa! Nós queremos nos juntar a vocês nesse movimento. […] Nos comprometemos também em alterar a nomenclatura antiga para “mesa de cabeceira” em toda a empresa até 1° de janeiro de 2020”, afirmou a Tok&Stok em resposta ao post da Etna no Facebook.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: ProMark/Fotos: Reprodução/YouTube

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar