Sem preconceito nem medo: mulher adota 3 meninas com necessidades especiais

Crianças com algum tipo de deficiência têm menos chances de serem adotadas por causa do medo das pessoas de não conseguir cuidar delas. Não foi o caso da física Carla Penteado e da dona de casa Cristiane Bianchi, moradores de Joinville, Santa Catarina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Carla é mãe da Marcela, que tem autismo e paralisia cerebral, da Luana, com Down e da Rafaela, que tem paralisia cerebral severa. “Eu peguei ela [Marcela] no colo, nanei ela, cantei para ela, e em casa eu cheguei à conclusão de que tinha ‘esquecido’ minha filha no abrigo, e comecei a batalhar pela adoção dela”, conta Carla ao Jornal do Almoço.

Já Cristiane é mãe de um menino também com paralisia cerebral, Gabriel, hoje com 14 anos. Ela conta que adoção foi um processo natural na vida dela e do marido, Aquiles. O casal já tinha três filhos adultos quando adotou Gabriel.

adocao

“A gente confia nos quatro ‘F’: foco, força, fé e fisioterapia. Muita fisioterapia. Para poder tratar dele”, diz Cristiane. “Abra seu coração. Às vezes aquelas pessoas mais velhas só tão esperando uma família para amar”, aconselha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todas as imagens: Reprodução/RBSTV

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Malala ingressa na faculdade de Oxford no mesmo dia em que foi baleada, há cinco anos

Há cinco anos, um membro do Talibã atirou na cabeça de Malala Yousafzai, que voltava para casa em um ônibus escolar. O seu “crime”...

Muito além de iluminar, estes postes também matam mosquitos, carregam celulares e avisam de possíveis desastres

Se as luzes da rua em seu quarteirão não fazem outra coisa senão iluminar cantos escuros, isso provavelmente irá mudar em breve. Por exemplo em Copenhague os...

Filho usa escada para matar saudade da mãe de 80 anos sem violar quarentena em PE

Como você se sentiria se precisasse ficar afastado da sua mãe, sem poder tocá-la? Foi o que aconteceu com o pernambucano Saulo Luiz de...

Este mercado vende apenas produtos vencidos (mas em bom estado) para evitar o desperdício

Ao longo dos últimos cinco anos, a Dinamarca pode ter cortado o desperdício de alimentos mais rápido do que qualquer outro país, mas centenas...

Marcelo Jeneci atende pedido de noiva e canta na sua cerimônia de casamento

A noiva Letícia Moreira nunca sonhou se casar de véu e grinalda. Mas, depois de assistir ao clipe da música Pra Sonhar, do cantor...

Instagram