Sem preconceito nem medo: mulher adota 3 meninas com necessidades especiais

Crianças com algum tipo de deficiência têm menos chances de serem adotadas por causa do medo das pessoas de não conseguir cuidar delas. Não foi o caso da física Carla Penteado e da dona de casa Cristiane Bianchi, moradores de Joinville, Santa Catarina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Carla é mãe da Marcela, que tem autismo e paralisia cerebral, da Luana, com Down e da Rafaela, que tem paralisia cerebral severa. “Eu peguei ela [Marcela] no colo, nanei ela, cantei para ela, e em casa eu cheguei à conclusão de que tinha ‘esquecido’ minha filha no abrigo, e comecei a batalhar pela adoção dela”, conta Carla ao Jornal do Almoço.

Já Cristiane é mãe de um menino também com paralisia cerebral, Gabriel, hoje com 14 anos. Ela conta que adoção foi um processo natural na vida dela e do marido, Aquiles. O casal já tinha três filhos adultos quando adotou Gabriel.

adocao

“A gente confia nos quatro ‘F’: foco, força, fé e fisioterapia. Muita fisioterapia. Para poder tratar dele”, diz Cristiane. “Abra seu coração. Às vezes aquelas pessoas mais velhas só tão esperando uma família para amar”, aconselha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todas as imagens: Reprodução/RBSTV

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Sem preconceito nem medo: mulher adota 3 meninas com necessidades especiais 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,078,673SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Implante permite que pessoas paralisadas controlem computadores com suas mentes

Poucas coisas superam o valor e a importância da tecnologia, quando ela é aplicada com sabedoria. Agora, graças a um implante que pode ser...

Nike e Adidas; Netflix e Hulu: Marcas historicamente rivais se unem contra o racismo

Através de uma ação inédita que mostra que não há nada mais importante do que a vida e o respeito ao próximo, marcas historicamente...

Ford cria berço que simula viagem de carro à noite para ninar bebês

O Max Motor Dreams simula o movimento, o ruído do carro e até a iluminação das ruas quando o veículo roda à noite.

Legislação da Bolívia deixa de considerar homossexuais e bissexuais como “promíscuos”

A Bolívia retirou de sua legislação um artigo que qualificava homossexuais e bissexuais como "promíscuos". A mudança ocorre após forte pressão e luta da...

Um ano após emocionar o país, aluna Eloá é destaque novamente

Há cerca de um ano, a jovem Eloá Oliver, 13 anos, moradora de Bragança Paulista (SP), foi gratificada com um certificado pelo excelente trabalho...

Instagram

Sem preconceito nem medo: mulher adota 3 meninas com necessidades especiais 4