Senado Federal abre consulta pública sobre a criminalização da homofobia no Brasil

Quer fazer algo para mudar o mundo? Chegou a hora! O Senado Federal abriu uma consulta pública sobre um projeto para criminalizar a LGBTfobia no Brasil, tornando um crime semelhante ao racismo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Internacional de Gays e Lésbicas, entre 2008 e 2011, o Brasil é campeão (infelizmente) de mortes causadas por LGBTfobia com 325 assassinatos. Ainda segundo a pesquisa do Grupo Gay da Bahia (GGB), um homossexual é morto a cada 27 horas apenas por sua orientação sexual.

Para mudar esse cenário, tudo que você precisa fazer é entrar no portal E-Cidadania e votar “A FAVOR“. Aproveite, divulgue para os amigos e familiares e ajude a criminalizar o preconceito que mata diariamente jovens inocentes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,995,673SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

VOAA cria vaquinha para comprar Kombi para Instituto que leva mantimentos à pessoas carentes

Há 8 anos, o Instituto A Nossa Jornada, liderado pela Renata Quintella, conecta pessoas do mundo inteiro, unindo quem precisa de ajuda e quem...

Hospital de São Paulo realiza sonho de paciente com câncer em estágio terminal de se casar

Infelizmente, dona Maria faleceu no dia 17 de junho. Mas não partiu sem antes realizar um grande sonho de vida!

Envelhecendo juntos: um convite de casamento diferente

Em outubro de 2008, Robert, diretor da agência australiana Mash Dom, casou-se com Helena. Em uma semana, ele criou um convite especial para seu casamento,...

Tenor Andrea Bocelli canta com detentos em penitenciária de Guarulhos (SP)

O Coral Próximo Encontro é formado por 30 detentos que, desde 2014, se aprimoram dentro de um projeto de ressocialização que começou em 2010 no presídio.

Refugiados nigerianos transformam acampamento no deserto em floresta autossustentável

Há cerca de sete anos, mais de 70 mil cidadãos nigerianos fugiram da violência no país, buscando abrigo em Camarões, na África Central, onde...

Instagram