Senado aprova projeto de lei que proíbe tratar animais juridicamente como “coisas”

Um projeto de lei foi surpreendentemente aprovado no Senado Federal na quarta-feira (7), pegando a todos de surpresa. Os senadores aprovaram um texto que proíbe que animais sejam juridicamente tratados como coisas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A proposta é de autoria do deputado Ricardo Izar (PP-SP), tendo sido pautada no ano passado. Ela cria uma natureza jurídica específica para animais não-humanos. Como foi alterada pelos senadores, o PL deverá voltar para análise na Câmara.

Parece óbvio, mas só agora, com tal projeto de lei, reconhece-se que os animais são seres sencientes, que sentem dor e emoção, estando assim sujeitos a sofrimento.

[Esdras começou a cuidar de animais abandonados aos 14 anos. Hoje, ele mantém um abrigo, mas o espaço é alugado. O jovem protetor precisa comprar um terreno para construir um abrigo próprio. Esdras vai poder acolher mais animais vítimas de maus-tratos com a qualidade de vida que eles merecem! Clique aqui e contribua.]

senado lei proíbe animais tratados coisas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os senadores estabeleceram como objetivos fundamentais do texto: a afirmação dos direitos dos animais não humanos e sua proteção; a construção de uma sociedade mais consciente e solidária; o reconhecimento de que os animais não humanos possuem natureza biológica e emocional e que são seres sencientes, passíveis de sofrimento.

“O projeto muda a definição jurídica de animais. Hoje, no nosso Código Civil, animal é equiparado a coisas. O projeto simplesmente muda essa personalidade jurídica: animal deixa de ser coisa”, afirmou o relator da proposta no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Leia tambémDesde os 13 anos jovem resgata animais de rua e vítimas de maus-tratos

 

Para obter um maior apoio dos congressistas, Randolfe acolheu uma sugestão dos senadores conservadores Otto Alencar (PSD-BA), Major Olimpio (PSL-SP) e Rodrigo Cunha (PSDB-AL) para assegurar que o projeto, se virar lei, não afetará a agropecuária, a comercialização de animais, a pesquisa científica e manifestações culturais que envolvem animais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No seu parecer, Randolfe lembra que vários países no mundo aprovaram leis com esse mesmo teor e que a proposta pode aumentar a proteção de animais contra maus-tratos. Hoje, já estão em vigor leis que punem os maus-tratos e que regulamentam a pesquisa científica com animais.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: G1/Foto: Pixabay/Jan Steiner

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,645,514SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aluna com deficiência auditiva une turma e estimula aprendizado multidisciplinar

Os colegas da aluna mostraram que não existem barreiras para a amizade e a solidariedade.

Após filho de 3 anos danificar carro do vizinho, pais recebem a melhor resposta

Muitas vezes, geralmente sem querer, crianças estragam coisas. Quando é nosso, nós damos um jeito, mas e quando é de outra pessoa? Foi exatamente o...

Professora usa rádio comunitária para ensinar alunos que não têm internet

Por conta da pandemia do coronavírus, grande parte das escolas e universidades passaram a oferecer aulas online. No entanto, existem mais de 3 bilhões...

Empreendedora cria sistema de entrega com bicicletas para mulheres e transexuais

Um sistema de entregas expressa que utiliza a bike como principal meio de transporte. Essa foi a proposta que Aline Rieira apresentou quando se...

Após ser alvo de ataques racistas, jovem recebe apoio de famosos nas redes sociais

A jovem Nicole Cristina, 15 anos, foi alvo de ofensas racistas nas redes socais por causa de seu cabelo crespo. A adolescente carioca respondeu...

Instagram