Tarde demais? Aos 79 anos, senhor se forma em Direito e mira na prova da OAB

Foi-se o tempo em que a figura do idoso podia ser associada ao indivíduo com pouca vitalidade ou disposição. O conceito, que pouco se aplica aos dias atuais, se desgastou à medida que ele se tornou velho para ser referir às pessoas que possuem mais de 60 anos ou que fazem parte da chamada terceira idade ou melhor idade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nesta terça-feira, 24 de agosto, o senhor Benedito Chagas, carinhosamente conhecido como sêo Bene, provou isso ao colar grau na Estácio, campus Conceição, e se tornar bacharel em Ciências Jurídicas aos 79 anos.

Para entendermos quem é esse novo idoso, é indispensável abandonar estereótipos e estar ciente que cada vez mais as pessoas, sobretudo as de mais idade, acreditam na sua capacidade de se manterem ativas e presentes na sociedade onde elas estão inseridas.

Não existe idade certa para estudar

Quem garante isso é o sêo Bene, que mesmo com os desafios comuns a idade, jamais pensou em desistir dos estudos.

“Estou muito contente por ter conseguido concluir o curso de Direito, foram anos de muito estudo e dedicação para chegar até aqui. Minha esposa, filhos, netos e bisnetos sempre me apoiaram e me incentivaram a ir atrás do meu sonho de cursar uma faculdade, quando me aposentei tomei coragem e fui”, relata o bacharel em Ciência Jurídicas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

idoso comemora formatura em direito em frente banner da universidade estácio
Foto: divulgação

Roberta Candido, coordenadora do curso de Direito da Estácio, foi uma das professoras que mais acompanharam de perto a trajetória universitária do sêo Bene, isso porque, segundo ela, toda semana ele passava em sua sala para cumprimentá-la e sanar suas dúvidas em relação a disciplina e ao curso.

“O sêo Bene é um aluno excepcional, interessado, um daqueles que devem servir de exemplo a todas as pessoas, estudantes ou não, que pensam em desistir quando surgem as primeiras dificuldades da vida. Nenhum obstáculo é grande demais quando a vontade de vencer é amparada pela coragem de dar o primeiro passo, o sêo Bene é a prova disso”, diz Candido.

“Hoje, com 79 anos, 80 daqui uns meses, tenho a alegria de dizer que venci uma etapa muito importante da minha vida e que estou prestes a me tornar um advogado. Só falta prestar o exame da OAB, mas já estou me preparando para isso”, ressalta.

Colação de grau respeitou protocolos sanitários

Sêo Bene, devido a pandemia, participou de uma cerimônia de colocação de grau bem intimista no auditório da Estácio, campus Conceição, em São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seguindo todos os protocolos sanitários e utilizando máscara e álcool em gel, o bacharel em Ciências Jurídicas pôde, juntamente com a coordenação do curso de Direito e o paraninfo da turma representar seus colegas na solenidade. Por vídeo, seu familiares, amigos e professores puderam prestigiar o momento e comemorar a conquista em segurança.

idoso com beca de formatura do curso de direito sentado em cadeira segurando diploma
Foto: Divulgação

Quer histórias inspiradoras? Dá o play no Jornal do Razões 👇

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,241,492SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

75 anos depois, veterano da Segunda Guerra recria foto com garoto belga que lhe deu abrigo

Era 6 de junho de 1944, o ‘Dia D’ que você conhece nos livros de história, quando George ‘Bunny’ Avery desembarcou nas praias de...

Brasileiros grafitam beijo entre homens negros e geram debate em universidade nos EUA

De São Mateus, região periférica na Zona Leste de São Paulo, para o mundo, o coletivo OPNI levou sua arte afro para a América...

Psicóloga oferece atendimento gratuito em praça de Piracicaba (SP)

Mais do que "atender", a psicóloga acolhe pessoas que nunca se consultaram com um profissional da área, seja pela falta de dinheiro ou pela burocracia do sistema público de saúde.

Michael B. Jordan só fará filmes com cláusula de inclusão

O ator norte-americano Michael B. Jordan, que está nos cinemas com o filme Pantera Negra, disse que a sua produtora a partir de agora,...

Após postagem racista no carnaval, jovem foi demitido: “conduta inadmissível”

O racismo no Brasil (e no mundo) se manifesta de diversas formas, seja no trabalho (quando negros perdem vagas de trabalho simplesmente por serem...

Instagram