Mesmo doente e debilitado, senhor faz surpresa no hospital para a esposa, no Dia dos Namorados

O dia dos namorados é uma data muito especial para os apaixonados, que apostam em diferentes maneiras de surpreender a pessoa amada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Manter a paixão acesa depois de 53 anos de casados e com o obstáculo de uma doença, não é para qualquer um. Por isso, a história de Paulo Vieira da Silva, de 75 anos, e de Doraci Vieira da Silva, de 72, tem encantado muita gente com um vídeo que já tem 5 milhões de visualizações. (Você também pode apoiar Idosos com Visa, sem pagar nada a mais por isso, inscreva-se aqui.)

Há quatro meses, Paulo foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença humanamente incurável. Ela é causada por uma fraqueza dos músculos que acarreta no comprometimento dos neurônios motores, que perdem a capacidade de funcionarem adequadamente.

Leia também: Casal de voluntários se casa em asilo no Paraná onde se conheceram e ajudam velhinhos

“No começo foi desesperador. Quando a crise acontece, é preciso levá-lo urgente para o hospital”, relata Jairo Vieira, filho do casal em conversa com o Razões para Acreditar. Além de Jair, Paulo e Doraci possuem mais quatro filhos e moram em Florianópolis, Santa Catarina, no bairro Coloninha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Toda a família sempre permaneceu ao lado de Paulo, principalmente a esposa.

“O romantismo sempre fez parte da vida dos dois. No começo do tratamento, minha mãe ficava muito tensa, não dormia. Agora está mais calma. Nunca sai de perto do meu pai, os dois estão sempre juntinhos. O tratamento dos dois sempre teve muito amor e carinho”, conta Jair.  Você também pode ajudar a sua causa preferida por meio do programa Visa Causas. Inscreva-se já e comece a ajudar.

Mesmo internado no hospital e visivelmente debilitado, Paulo não deixou passar em branco o Dia dos Namorados. Com a ajuda das enfermeiras, que compraram as flores, proporcionou uma emocionante surpresa para Doraci. Jair postou o vídeo desse momento em seu perfil no Facebook.

No vídeo, Doraci está no hospital, conversando com uma médica, e é chamada por alguém que diz que “um mocinho a está esperando”. Então, ela abre as cortinas do leito, e seu Paulo aparece, segurando flores, com lencinhos na mão e emocionado.

A esposa então retribui o carinho com um beijo e um abraço.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista ao vídeo:

Para quem anda desacreditado no amor, essa cena diz tudo.

“O amor existe e devemos acreditar nele com todo fervor, não importando as dificuldades. O amor verdadeiro supera os obstáculos”, observa Jair.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apoie causas com Visa, sem pagar a mais por isso. Inscreva-se e ajude já! Aqui.

crédito das fotos: Jairo Vieira/Facebook/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Moradora de rua vende livros usados para alimentar seus cães

A foto da moradora de rua Shirley vendendo livros usados, no bairro de Moema, em São Paulo, para comprar ração e cuidar dos seus...

Cientistas descobrem como diagnosticar o Alzheimer anos antes dos sintomas começarem a aparecer

Somente no Brasil, são mais de 1,2 milhão de pessoas que sofrem da doença de Alzheimer. Atualmente, a doença é diagnosticada depois que a...

Mulher oferece café e o próprio banheiro para pessoas em fila de emprego

Ao saber da fila na rua de casa, ela não pensou duas vezes em ajudar essas pessoas

Vira-latas pintam quadros abstratos para incentivar a adoção de animais abandonados

Em parceria com a ONG Procure 1 Amigo, os publicitários da agência AKQA lançaram uma campanha multicolorida para incentivar a adoção de animais abandonados. Quatro...

Menino cujo amigo teve leucemia deixa cabelo crescer para ajudar crianças com câncer

Desde novembro de 2018, Enzo, de 5 anos, tem deixado o cabelo crescer. O motivo não é estético, mas a solidariedade: ele quer doar os fios para crianças com câncer.

Instagram