Serviço de assinatura de fraldas biodegradáveis oferece descarte sustentável

Em seus primeiros 60 dias de vida, um bebê utiliza, em média, 8 fraldas por dia (240 por mês!), número que vai se reduzindo com o passar do tempo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Trocar e descartar fraldas a todo momento é um desafio para os pais e, no final das contas, para o meio ambiente, pois a imensa maioria delas não é biodegradável.

Pensando nisso, a startup norte-americana Dyper, que aproveita a tendência dos serviços por assinatura, lançou um pacote mensal de fraldas recicláveis para pais cansados do desperdício.

dyper serviço assinatura fraldas reciclagem biodegradável
Foto: Divulgação/Dyper

Semanalmente, a empresa faz a entrega dos produtos e ‘recebe’ as fraldas usadas para realizar o descarte sustentável.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O serviço, por enquanto, está disponível apenas nos EUA. Há a cobrança de uma mensalidade de US$ 68 (R$ 306) que prevê a entrega de 100 a 260 unidades – depende das necessidades do cliente e do estágio de vida do bebê.

dyper serviço assinatura fraldas reciclagem biodegradável
Foto: Divulgação/Dyper

Todas as fraldas são compostas de fibras viscosas de bambu, integralmente biodegradáveis na natureza ou em centros de compostagem.

Se o cliente desejar, a Dyper se responsabiliza pela recolhimento dos produtos utilizados cobrando mais US$ 39 (R$ 175) para aplicar o ‘ReDyper’, que garante um destino verde para elas com a ajuda da empresa de reciclagem TerraCycle.

dyper serviço assinatura fraldas reciclagem biodegradável
Foto: Divulgação/Dyper

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em artigo escrito para o portal The Verge, Sergi Radovcic, CEO da Dyper, afirma que o principal objetivo da empresa é “garantir que menos fraldas sejam descartadas em aterros, onde seu reaproveitamento é nulo”.

Ele descreve que além de vender o produto com selo 100% biodegradável, o plano da empresa é expandir-se globalmente e permitir que mais clientes se livrem de fraldas que prejudicam o meio ambiente.

dyper serviço assinatura fraldas reciclagem biodegradável
Foto: Divulgação/Dyper

Relembre a história de um bebê que abraçou um pacote de fraldas após achar que o garotinho da foto era ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[Nota de Redação]

O seu Zezinho tem 68 anos e nunca foi à escola. Ele queria muito aprender o alfabeto e finalmente poder escrever o próprio nome. Gentil toda vida, uma professorinha de 9 anos começou a ensinar o vendedor de picolé a ler e escrever.

[Ajude uma jovem mãe abandonada pelo marido a cuidar dos 4 filhos pequenos. Clique aqui e apoie a vaquinha.]

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: B9

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

995,972FãsCurtir
1,932,209SeguidoresSeguir
9,453SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Magazine Luiza cria plataforma para autônomos venderem a própria mercadoria

O Magazine Luiza lançou hoje (31) o Parceiro Magalu, uma plataforma digital de vendas para ajudar micro e pequenos varejistas e profissionais autônomos a...

Magazine Luiza doa 1.000 colchões e travesseiros para moradores de rua em Belém (PA)

Desde o último sábado (21), o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, passou a receber centenas de pessoas em situação de rua da Região Metropolitana...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Pai adota 5 irmãos que viviam em abrigos diferentes para que não se separassem

Barreto diz que adotaria 10 crianças e adolescentes se tivesse condições.

Cão terapeuta conforta médicos que lutam contra coronavírus e emociona a web

Os profissionais de saúde estão na linha de frente para combater o novo coronavírus (Covid-19), ajudando no tratamento e cura dos pacientes infectados. O ambiente...

Instagram