[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar

Trabalhar nas ruas nem de longe é algo fácil, mas Smith dos Panos tem disposição de sobra para seguir em busca do seu propósito. Faz das dificuldades um trampolim para ir além: entrou no jogo para vencer!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Conhecemos o ‘moleque correria’ de São Gonçalo (RJ) em 2019. Depois de ser dispensado do seu antigo emprego, Junior de Oliveira Medeiros, 27 anos, pegou as suas economias – não mais do que R$ 80, sim, apenas R$ 80 – e investiu na compra de panos de prato e de chão. Conseguiu um ponto de venda no centro da cidade e começou a empreender.

“Eu conversei com a minha mãe e falei: ‘Pô, mãe, não quero trabalhar mais pra ninguém. Eu quero ter o meu próprio negócio, para ser reconhecido pelo meu trabalho’”, disse Smith em bate-papo exclusivo com o Razões Para Acreditar.

barraca de venda de panos de prato e panos de chão
Smith dos Panos, a rua é ele! Foto: @studiopollen

“Emprego tá difícil, mas trabalho tem. Tem pra quem gosta de trabalhar.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De Smith dos Panos a Smith das Frut’s

O ano virou e com ele veio a pandemia de Covid-19. Com a restrição do comércio e menos gente nas ruas, as vendas de Smith caíram bastante e o rapaz ficou sem a sua principal fonte de renda. Mais uma vez, Smith precisou se reinventar. Após pensar muito, trocou os panos de prato e de chão pelas frutas: o Smith dos Panos virou o Smith das Frut’s.

E é aqui que Smith mostra que dá um jeito pra tudo, mesmo! Smith não tinha um carrinho de mão para vender frutas para o hortifruti que ele procurou na época. Por sorte, no mesmo dia que fechou a parceria com o proprietário do estabelecimento, Smith recebeu um pedido de 50 panos.

Sem estoque, já que o negócio estava parado, e sem grana para comprar os 50 panos, pediu para o seu cunhado um empréstimo de R$ 100. Assim, conseguiu realizar a compra e levar a mercadoria para a cliente. Na volta, passou na casa do seu cunhado e devolveu a quantia emprestada. Com o dinheiro que sobrou, comprou o melhor carrinho de mão da loja de material de construção.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Smith dos Panos Oficial (@smithdospanos)

Agora com o carrinho, no seu primeiro dia de trabalho, o dono do hortifruti não entendeu nada: Smith saiu para vender as frutas às 8h; às 11h, de volta ao estabelecimento, o carrinho estava vazio, sem sinal de uma única fruta para contar história.

“Trabalho nas ruas há maior tempão. Depois de ter trabalhado durante três dias, eu consegui faturar um dinheiro maneiro. Eu falei assim, ‘Pô, quero te agradecer por você ter abrido as portas pra mim poder trabalhar aqui com vocês. Eu vou seguir agora sozinho’”, lembrou Smith.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar 1
De Smith dos Panos a Smith das Frut’s. Foto: Arquivo pessoal/Smith dos Panos

Smith seguiu vendendo frutas por conta própria e para ajudá-lo, criamos uma vaquinha na VOAA. Com a volta gradativa do comércio e das pessoas às ruas, Smith retomou as vendas de panos de prato e de chão: vendendo tudo sempre muito rápido; como bom vendedor que é, conhece bem as necessidades dos seus clientes e como o seu produto pode supri-las.

“Eu não vou desistir do meu propósito. E estou aí até hoje, graças a Deus está abençoando. Eu estou aqui só pra somar e incentivar todos vocês”, afirma Smith.

Veja mais um vídeo Original Razões:

Expandindo sua marca

O que você faz quando mais pessoas estão vendendo o mesmo produto que você? Diminui o preço, bola algumas promoções? Smith escolheu explorar um novo mercado: a venda de amendoim e coco caramelizado.

Vem aí o Crock Smith, para deixar a vida dos moradores de São Gonçalo mais crocante. Uma ideia que estava ali há algum tempo, só esperando o momento certo para ser tirada do papel.

[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar 2
Em breve, nas ruas de São Gonçalo. Foto: Arquivo pessoal/Smith dos Panos

“Eu trabalhei com uma mulher em um posto de gasolina alguns anos atrás. Eu nem pensava em vender pano. Eu via ela vendendo [amendoim]. Aí eu falei assim, ‘Pô, isso é uma boa estratégia pra poder investir’. Trabalhei uma semana juntando dinheiro e nisso consegui comprar o carrinho. Levei no serralheiro pra soldar umas coisas, nivelar e botar em ordem. Depois, mandei fazer a arte. Meu objetivo é sempre investir [em novas ideias]”, diz o empreendedor.

Smith já tem o fornecedor e algumas ideias para divulgar o seu novo negócio da melhor forma. Por enquanto, falta um lugar para guardar o carrinho. Mas, conhecendo a sua genialidade para encontrar soluções onde poucos enxergam, logo, logo, ele descola um cantinho.

E estaremos aqui, orgulhosos de mais uma conquista sua. Voaaa, Smith!! 👏

Curtiu o vídeo? Siga @originalrazoes para assistir a todos os vídeos originais do Razões!

[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar 3

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Atendente do McDonald’s surpreende web por atenção dada a criança em shopping de BH

É lindo ver a independência de crianças para algumas coisas. E é mais lindo ainda, ver adultos que entendem, respeitam e contribuem para isso....

Conheça o Hostel construído a partir de contêineres reutilizados

Com capacidade de hospedar 188 pessoas, o hostel Dock Inn mistura urbano com charme industrial em sua construção feita a partir de containers reciclados...

Esta novaiorquina vive há 2 anos sem produzir nada de lixo em sua vida

Conheçam Lauren Singer, de 23 anos, que vive o estilo de vida chamado 'lixo zero' em Nova York e faz seus produtos do cotidiano...

Clientes ganham sobremesa por terem feito gestos de gentileza a desconhecidos

Vocês irão concordar: ajudar outras pessoas, mesmo que seja com pequenos gestos, acaba de alguma forma deixando nosso próprio dia melhor. Ficamos com aquela...

Garoto de 12 anos inventa “super barco” capaz de sugar plástico dos oceanos

Com apenas 12 anos de idade, Haaziq Kazi já tem consciência que com nossas atitudes, podemos ajudar a preservar o planeta. Aluno do sétimo...

Instagram

[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar 4