[VÍDEO] “Emprego tá difícil, mas trabalho tem”, diz Smith dos Panos, vendedor ambulante que não para de se reinventar

Trabalhar nas ruas nem de longe é algo fácil, mas Smith dos Panos tem disposição de sobra para seguir em busca do seu propósito. Faz das dificuldades um trampolim para ir além: entrou no jogo para vencer!

Conhecemos o ‘moleque correria’ de São Gonçalo (RJ) em 2019. Depois de ser dispensado do seu antigo emprego, Junior de Oliveira Medeiros, 27 anos, pegou as suas economias – não mais do que R$ 80, sim, apenas R$ 80 – e investiu na compra de panos de prato e de chão. Conseguiu um ponto de venda no centro da cidade e começou a empreender.

Smith está concorrendo na categoria Empreendedor(a), do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

“Eu conversei com a minha mãe e falei: ‘Pô, mãe, não quero trabalhar mais pra ninguém. Eu quero ter o meu próprio negócio, para ser reconhecido pelo meu trabalho’”, disse Smith em bate-papo exclusivo com o Razões Para Acreditar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

barraca de venda de panos de prato e panos de chão
Smith dos Panos, a rua é ele! Foto: @studiopollen

“Emprego tá difícil, mas trabalho tem. Tem pra quem gosta de trabalhar.”

De Smith dos Panos a Smith das Frut’s

O ano virou e com ele veio a pandemia de Covid-19. Com a restrição do comércio e menos gente nas ruas, as vendas de Smith caíram bastante e o rapaz ficou sem a sua principal fonte de renda. Mais uma vez, Smith precisou se reinventar. Após pensar muito, trocou os panos de prato e de chão pelas frutas: o Smith dos Panos virou o Smith das Frut’s.

E é aqui que Smith mostra que dá um jeito pra tudo, mesmo! Smith não tinha um carrinho de mão para vender frutas para o hortifruti que ele procurou na época. Por sorte, no mesmo dia que fechou a parceria com o proprietário do estabelecimento, Smith recebeu um pedido de 50 panos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Smith está concorrendo na categoria Empreendedor(a), do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

Sem estoque, já que o negócio estava parado, e sem grana para comprar os 50 panos, pediu para o seu cunhado um empréstimo de R$ 100. Assim, conseguiu realizar a compra e levar a mercadoria para a cliente. Na volta, passou na casa do seu cunhado e devolveu a quantia emprestada. Com o dinheiro que sobrou, comprou o melhor carrinho de mão da loja de material de construção.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Smith dos Panos Oficial (@smithdospanos)

Agora com o carrinho, no seu primeiro dia de trabalho, o dono do hortifruti não entendeu nada: Smith saiu para vender as frutas às 8h; às 11h, de volta ao estabelecimento, o carrinho estava vazio, sem sinal de uma única fruta para contar história.

Smith está concorrendo na categoria Empreendedor(a), do Prêmio Razões Para Acreditar, premiação que destaca histórias de pessoas reais. Clique aqui e vote!

“Trabalho nas ruas há maior tempão. Depois de ter trabalhado durante três dias, eu consegui faturar um dinheiro maneiro. Eu falei assim, ‘Pô, quero te agradecer por você ter abrido as portas pra mim poder trabalhar aqui com vocês. Eu vou seguir agora sozinho’”, lembrou Smith.

De Smith dos Panos a Smith das Frut’s. Foto: Arquivo pessoal/Smith dos Panos

Smith seguiu vendendo frutas por conta própria e para ajudá-lo, criamos uma vaquinha na VOAA. Com a volta gradativa do comércio e das pessoas às ruas, Smith retomou as vendas de panos de prato e de chão: vendendo tudo sempre muito rápido; como bom vendedor que é, conhece bem as necessidades dos seus clientes e como o seu produto pode supri-las.

“Eu não vou desistir do meu propósito. E estou aí até hoje, graças a Deus está abençoando. Eu estou aqui só pra somar e incentivar todos vocês”, afirma Smith.

Veja mais um vídeo Original Razões:

Expandindo sua marca

O que você faz quando mais pessoas estão vendendo o mesmo produto que você? Diminui o preço, bola algumas promoções? Smith escolheu explorar um novo mercado: a venda de amendoim e coco caramelizado.

Vem aí o Crock Smith, para deixar a vida dos moradores de São Gonçalo mais crocante. Uma ideia que estava ali há algum tempo, só esperando o momento certo para ser tirada do papel.

Em breve, nas ruas de São Gonçalo. Foto: Arquivo pessoal/Smith dos Panos

“Eu trabalhei com uma mulher em um posto de gasolina alguns anos atrás. Eu nem pensava em vender pano. Eu via ela vendendo [amendoim]. Aí eu falei assim, ‘Pô, isso é uma boa estratégia pra poder investir’. Trabalhei uma semana juntando dinheiro e nisso consegui comprar o carrinho. Levei no serralheiro pra soldar umas coisas, nivelar e botar em ordem. Depois, mandei fazer a arte. Meu objetivo é sempre investir [em novas ideias]”, diz o empreendedor.

Smith já tem o fornecedor e algumas ideias para divulgar o seu novo negócio da melhor forma. Por enquanto, falta um lugar para guardar o carrinho. Mas, conhecendo a sua genialidade para encontrar soluções onde poucos enxergam, logo, logo, ele descola um cantinho.

E estaremos aqui, orgulhosos de mais uma conquista sua. Voaaa, Smith!! 👏

Curtiu o vídeo? Siga @originalrazoes para assistir a todos os vídeos originais do Razões!

Relacionados

[VÍDEO] Casal que tentou engravidar durante 11 anos adota 4 irmãos para evitar que fiquem separados (SP)

“Eu queria ser mãe e eles queriam uma mãe. Foi assim que a gente se encontrou”. Fernanda Fabris sonhava ser mãe. Foram 11 anos...

Comissária de bordo acalma bebê que chorava durante voo e o faz dormir em seu colo [VIDEO]

Profissionais apaixonados pela profissão e bem preparados para exercer o seu papel, sempre o fazem com amor e excelência! ❤️ No último sábado (26), o...

+ DO CANAL

Confira todos os indicados ao Prêmio Razões Para Acreditar 2022 – e vote muito!

Olha quem voltou! Sejam todos muito bem-vindos ao Prêmio Razões Para Acreditar 2022! No dia 19 de dezembro, iremos celebrar, reconhecer e premiar pessoas...

Militar larga a farda para se tornar manicure e construir parceria de sucesso com a esposa (RJ)

Michael de Souza trocou o quartel pelo salão. Após seis anos servindo às Forças Armadas, o ex-militar se jogou na profissão de manicure para...

Com menos de 1% de chance, Pedro Pimenta sobreviveu à amputação das pernas e braços e é exemplo vivo de superação; assista

Já pensou em ouvir do seu médico que você tem menos de 1% de chance de sobreviver a uma cirurgia de alto risco? Pedro...

Paranaense cria ‘ecobarreira’ para retirar lixo do rio onde aprendeu a nadar na infância

O rio Atuba passa nos fundos da casa do vendedor Diego Saldanha, 33 anos, morador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, e foi...

Aos 50 anos e cega, Laura B. Justino ignora “limites” e vira atleta de fisiculturismo [VÍDEO]

Avisa que é ela! Quando você acha que é tarde demais para alcançar o que almeja, a vida vem e te faz repensar com...

Instagram