Spotify, YouTube e Deezer excluem funk acusado de apologia ao estupro

Após diversas denúncias de apologia ao estupro, a música “Só Surubinha de Leve”, do MC Diguinho, foi excluída do Spotify. O refrão da funk diz ‘taca a bebida, depois taca a pica e abandona na rua’.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nesta semana, o funk de Diguinho alcançou o posto de música mais tocada na playlist “As 50 virais do Brasil” na plataforma de streaming.

Com a visibilidade, vieram as críticas, principalmente depois que a paraibana Yasmin Formiga publicou, na segunda-feira (15), uma foto em que aparece simulando machucados de agressão física e segurando um cartaz com o refrão da música.

“Sua música aumenta os dados de feminicídio. Sua música machuca um ser humano. Sua música gera um trauma. Sua música gera a próxima desculpa. Sua música tira mais uma. Sua música é baixa ao ponto e me tornar um objeto desejado na rua”, diz a legenda do post, compartilhado mais de 132 mil vezes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na quarta-feira (17), Yasmin fez uma nova postagem propondo uma petição online para que música fosse retirada do Spotify – e foi o que aconteceu, poucas horas depois da publicação.

Em nota, a empresa comunicou a exclusão da faixa:

“O catálogo do Spotify é abastecido por centenas de milhares de gravadoras, artistas e distribuidoras em todo o mundo. Eles são devidamente avisados sobre nossas diretrizes e são responsáveis pelo conteúdo que entregam. Desta forma, informamos que contatamos a distribuidora da música “Só Surubinha de Leve” a respeito do ocorrido e, fomos informados que a faixa será retirada da plataforma nas próximas horas, uma vez que o tema foi trazido à nossa atenção. A música está atualmente no Top Viral pois teve um pico de consumo nos últimos dias.”

No YouTube, o clipe da música, publicado em dezembro de 2017, estava com mais de 14,6 milhões de visualizações quando foi excluído do canal oficial da produtora do funkeiro.

Pelo Twitter, o Deezer, concorrente do Spotify, também confirmou a remoção da música.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

fotos: reprodução Facebook e Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,823SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudante de engenharia reforma casas em comunidades do Rio cobrando preços populares

A ideia para criar o próprio negócio veio de um problema no telhado da casa onde Fábio vive com a família.

Conheça o site que troca conhecimento por doações

Em 2007 nascia o Freerice, um site que seria capaz de unir educação e nutrição com apenas alguns cliques. Seu criador, John Breen, partiu de uma ideia (e...

Ele ouviu do sargento que negro não faz jornalismo e hoje atua na Globo

"A gente tem que chegar aqui para que os próximos que vierem saberem que é possível e que têm que estar onde a gente quiser."

Estudante goiano de 12 anos cria jogo para combater cyberbullying

Em Goiânia, Álvaro, 12 anos, criou um jogo para combater o cyberbullying, violência praticada contra alguém no âmbito da internet.

Para combater a pandemia no Rio, ONG criada por Sean Penn doará R$ 10 milhões

A ONG Core, criada pelo ator norte-americano Sean Penn, irá doar cerca de R$ 10 milhões para ajudar a cidade do Rio de Janeiro...

Instagram