Startup contrata grávida e cria programa para a equipe ser composta por 50% de mulheres

A analista de Recursos Humanos Karimme Santos descobriu que estava grávida durante processos seletivos para uma vaga de emprego, no final de 2018.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela informou os recrutadores e as respostas foram categóricas: ela não seria contratada. “Cheguei a passar em uma das seleções, mas quando avisei sobre a gravidez, desistiram na hora”, conta Santos.

Leia também: Blogueira compartilha receitas de comidinhas deliciosas e saudáveis para pacientes com Fenilcetonúria

Ao contrário das outras empresas, a startup de tecnologia Laura apostou no talento de Karimme. Grávida de quatro meses, a analista não só foi contratada, como vai gerenciar um programa institucional de incentivo à participação feminina.

“A Karimme ligou pra nossa equipe avisando que desistiria do processo seletivo porque estava grávida e sabia que não teria chances de concorrer ao cargo de analista de RH. Nós fizemos questão de incentivá-la a continuar. Em nenhum momento tratamos a condição dela como um problema, apenas avaliamos suas competências. Ela atendeu todos os requisitos, demonstrou paixão pelo projeto e se destacou nas dinâmicas em grupo. Por isso chegou ao final da seleção e acabou entrando para o nosso time”, afirma a analista administrativo financeiro da Laura, Andressa Zambiassi, uma das responsáveis pela contratação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Jovem com Mucopolissacaridose ganha vida nova com tratamento adequado e mostra que pode ser feliz com a sua condição

A futura mamãe disse que ficou bastante feliz, ainda mais porque concorria com outras cinco ótimas candidatas. Karimme acredita que o fato da mulher estar grávida não pode ser considerado um fator de limitação. Mas ela sabe que essa mentalidade é muito presente no mercado de trabalho. “Espero que a atitude na Laura sirva de exemplo para empresas de todo o país. As mulheres devem ser avaliadas pela competência, independentemente de estarem grávidas ou já terem filhos. É uma questão de igualdade de gênero.

Leia de Maya

 Para fortalecer ainda mais a participação ativa de mulheres na empresa, o fundador Jacson Fressatto criou o programa Lei de Maya, que será conduzido por Karimme e prevê que a equipe seja composta por 50% de mulheres.

Maya é o nome da filha mais nova do arquiteto de sistemas. Ele quer que a pequena cresça numa sociedade em que homens e mulheres tenham igualdade em oportunidades e salários no mercado de trabalho. “Como pai de meninas, considero que estou fazendo apenas a minha obrigação”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A presença das mulheres no setor de tecnologia tem despertado atenção no mundo todo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), as mulheres representam apenas 25% da força de trabalho na indústria digital no mundo. “Mudar esse cenário tem sido mais uma das causas defendidas na Laura.”

Laura

Laura é o nome de uma tecnologia implantada nos hospitais para identificação precoce dos riscos de infecção hospitalar: a Sepse. O recurso, criado por Fressatto após a morte de sua filha, usa a inteligência artificial e a tecnologia cognitiva para fazer o gerenciamento de dados da rotina do hospital e emitir alertas.

Ativa desde 2016, a Laura já monitorou cerca de 1,2 milhão de pacientes e reduziu em média 9% a incidência de casos de infecção hospitalar. Além de salvar vidas, a tecnologia é um instrumento para otimização de tempo e recursos em saúde.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

Para a principal causa de demência infantil, o diagnóstico precoce é tão importante quanto o tratamento

Projeto incentiva a recolocação no mercado de trabalho para pessoas com mais de 50 anos

Artista transforma crianças da Cidade de Deus em super-heróis (que realmente são!)

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito da foto: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cansada dos palpites dos vizinhos sobre criação do filho, mãe coloca faixa em frente de casa

A mãe deu uma resposta bem-humorada para quem acha que ela não está criando bem seu filho.

Menina barrada de sessão de fotos na escola ganha ensaio exclusivo de fotógrafo

Por mais bizarro que isso possa parecer, uma escola de ensino fundamental dos EUA barrou a sessão de fotos anual de uma de suas...

Cachorra dá à luz oito filhotes em terminal de aeroporto dos EUA

A labradora Ellie entrou em trabalho de parto no Aeroporto Internacional de Tampa, na Flórida (EUA).

Enfermeira transforma terreno baldio em parquinho para crianças em Goiás

Uma iniciativa tem chamado a atenção, na cidade de Itumbiara, no sul de Goiás. Reila Amaro é enfermeira e trabalha no Estratégia Saúde da Família....

Johnny Depp visita hospital infantil na Austrália como Jack Sparrow

Enfrentar um câncer não é nada fácil. Imagina então quando se é criança? Mas o ator Johnny Depp tornou, pelo menos por um dia, deixou essa...

Instagram

Startup contrata grávida e cria programa para a equipe ser composta por 50% de mulheres 2