Startup em Uganda transforma resíduos plásticos em protetores faciais para hospitais

0
1703

Através de uma iniciativa inovadora, uma startup de Uganda, na África, está transformando garrafas plásticas em protetores faciais para hospitais, também conhecidos como EPI – equipamentos médicos de proteção individual.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desta maneira, eles não somente combatem a escassez de equipamentos hospitalares devido à pandemia, como reciclam resíduos plásticos, um dos maiores poluidores de meio ambiente.

Fundadores da Takataka Plastics
Foto: Takataka Plastics

A atividade dos sócios Peter Okwoko e Paige Balcom começou desde que o governo ordenou o fechamento de todos os negócios não essenciais.

Fundadores da Takataka Plastics, ao invés de deixar a fábrica parada, eles decidiram usar as instalações para ajudar o país a vencer o coronavírus, salvando assim milhares de vidas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

equipamentos de proteção hospitais
Foto: Takataka Plastics

Quando um país está no auge da pandemia, hospitais enfrentam uma crise de escassez de materiais, o que representa um sério risco aos pacientes e a profissionais da saúde também.

A ideia surgiu depois que o casal publicou uma imagem de um protótipo produzido por eles nas redes sociais sociais. Em seguida, os empreendedores receberam a ligação de um hospital regional pedindo 10 protetores faciais, já que eles não tinham o suficiente.

Peter Okwoko fundador
Foto: Takataka Plastics

Em entrevista à Reuters, Okwoko disse que no final da tarde do mesmo dia, o hospital aumentou o pedido, dizendo que os protetores faciais eram mesmo muito eficientes. Até hoje já foram mais de 1200 protetores distribuídos pelo país!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

poluição plástica
Foto: Takataka Plastics

Mas o melhor de tudo é que esta iniciativa também contempla um lado social extremamente importante. Dos 14 funcionários da empresa, seis eram jovens sem teto e sem emprego, que hoje estão tendo a oportunidade de reescrever a história de suas vidas.

Equipamentos de proteção

Cerca de 500 dos equipamentos de proteção foram vendidos à ONGs e unidades de saúde de gestão privada a baixo custo e os outros 700 foram doados a hospitais públicos de Uganda.

reciclagem máscaras hospitalares
Foto: Takataka Plastics

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O próximo passo é expandir as operações da fábrica para criar uma estação de reciclagem e processamento de plástico maior e mais eficiente. Atualmente, eles conseguem reciclar cerca de de 60 kgs de plástico por dia, mas o objetivo é estabelecer uma capacidade mensal de 9 toneladas.

resultado reciclagem
Foto: Takataka Plastics

Fonte: Good News Network

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.