Aos 12 anos, paranaense adora trabalhar na roça e compartilha seu dia a dia no Youtube


Aos 12 anos, paranaense adora trabalhar na roça e compartilha seu dia a dia no Youtube 1

banner reservaAndrei Weber, de 12 anos, de Planalto, no sudoeste do Paraná, é um verdadeiro jovem do campo.

Sua rotina é dividida entre suas atividades escolares e o seu trabalho na fazenda dos pais, Beto Weber e Maria Inês Canosa. Ele se levanta todos os dias às 6h da manhã, toma café e vai pra escola, onde cursa a sétima série. De tarde, ele ajuda seu pai com os afazeres da roça.

Desde os 7 anos ele tem essa paixão pelos trabalhos da fazenda.

“Aos 5 anos, ganhei uma matraca, que é uma máquina manual de plantar grãos”, conta. Ele e seus pais viveram a vida inteira na roça.

E não pense que é serviço de brincadeira. Andrei realmente entende do assunto. Ele ajuda desde o plantio à direção dos tratores da fazenda de 70 hectares, onde a família cultiva soja e milho, além de aves, peixes e gado.

Aos 12 anos, paranaense adora trabalhar na roça e compartilha seu dia a dia no Youtube 2

“O que tiver na roça eu ajudo, porque amo a roça! Os trabalhos na roça o que tiver eu faço! Mas eu não trabalho quase todo dia na roça, eu vou porque eu gosto de trabalhar na roça!”, explica.

Aos 12 anos, paranaense adora trabalhar na roça e compartilha seu dia a dia no Youtube 3

PUBLICIDADE ANUNCIE

Além de trabalhador do campo, o garoto também é antenado com a tecnologia. Ele já fez um vídeo onde conta como é sua vida no campo e postou em seu Facebook. No vídeo, ele mostra a plantação e se mostra romântico: ele também manda um abraço para uma menina com quem teve “uns rolinho de nada” – a Betinha, que, segundo Andrei, é uma história que está no passado.

E não parou por aí.

Andrei criou um canal no YouTube, onde exibe a sua rotina, seus trabalhos no campo e as lindas paisagens da fazenda. Ele já tem 5 mil inscritos e ainda pretende crescer mais. “Quero que ele cresça em inscritos e que tenha muito sucesso”, conta Andrei.

Ele explicou que seu objetivo ao fazer o canal é divulgar a vida no campo e contar mais sobre a agricultura. Já com relação ao futuro, ele pretende ser engenheiro agrônomo e publicitário. Ele até já concedeu entrevistas para as rádios da região e também fez anúncios de empresas, graças ao sucesso do canal.

Apesar de tudo, é nítida sua paixão pelo campo.

Quando questionado sobre qual era sua parte preferida do dia, ele disse: “Cuidar da lavoura e prestar atenção nos ensinamentos do meu pai. E estudar”, completa.

Via

Fotos: Reprodução Facebook

barra reserva

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar