Alunos pagam mensalidade de escola na Índia com plástico ao invés de dinheiro


Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia
PUBLICIDADE ANUNCIE

O educador e pedagogo Paulo Freire (1921-1997) disse uma vez: “A educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”. Essa premissa tem sido uma máxima para a Akshar Foundation, uma instituição de ensino infantil em Assam, no leste da Índia.

A escola tem se destacado por seu sistema de ensino inovador e revolucionário. Ali, carregar plástico, diariamente, faz parte do ‘currículo’ dos estudantes, que tem por objetivo propor uma educação interativa e viva, a partir dos próprios desafios que enfrentamos no mundo contemporâneo.

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui.

Confundador da Akshar Foundation ao lado de sua esposa, Mazin Mukhtar conta que sempre sonhou em fundar uma escola. “Nós dois já estávamos sonhando em começar uma nova tipo de escola projetada especificamente para crianças em situação de pobreza. Formamos Akshar no mesmo ano em que nos conhecemos e começamos nossa escola, a Akshar Foundation, em 2016.″

Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia
A Akshar Foundation está localizada em Assam, na Índia.

Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia

De acordo com a ONU, o plástico é o maior desafio ambiental do século XXI, o que corrobora a incrível iniciativa desta escola. Mas começar tal projeto não foi nada fácil: Mazin precisou criar as ‘taxas escolares de plástico’.

“Quando começamos o centro de reciclagem, os pais não eram cooperativos no início. Então, nós criamos a ideia de ‘Taxas Escolares de Plástico’ para obrigar os pais a reciclar. Na realidade, é mais como uma lição de casa obrigatória que serve para lembrar os pais de que a escola é totalmente gratuita, mas o mínimo que você pode fazer é nos ajudar e ajudar, enviando o lixo limpo e seco de casa.”

Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia

Boa parte das crianças trabalhava em pedreiras próximas antes da escola ser inaugurada. Por seu trabalho, ganhavam US$ 2,50 por dia (R$ 10). Elas deixaram o trabalho para poderem estudar, mas ainda precisavam gerar alguma renda para ajudar suas famílias.

A solução encontrada foi convocar os alunos mais velhos a ensinar os mais novos, e assim, pagar um salário a eles, permitindo-lhes comprar comida, papel e roupas.

Para Mazin Mukhtar, um dos pilares da Akshar Foundation é “ensinar às crianças sobre os efeitos nocivos do plástico, como por exemplo queimá-lo, prática comum na região”.

Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia

Todo o plástico reciclado é usado na fabricação de tijolos ecológicos, que misturados com cimento, são matéria-prima na construção de novos espaços físicos da escola. Ademais, também faz parte do currículo dos estudantes: inglês, matemática e ciência. Na escola secundária, incorpora-se também carpintaria, bordado, reciclagem, fotografia e, em breve, um curso de técnico solar mais desenvolvido. Sem dúvidas, uma escola modelo!

PUBLICIDADE ANUNCIE

Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia Escola aceita mensalidade paga em plástico ao invés de dinheiro na Índia

Leia também“Dá pra reciclar tudo!”: senhora criou mais de 42 filhos com a reciclagem

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Hypeness/Fotos: Reprodução/Akshar Foundation – Índia

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar