Florianópolis quer merenda vegetariana nas escolas da rede municipal


PUBLICIDADE ANUNCIE

Em Florianópolis, Santa Catarina, a Câmara dos Vereadores aprovou, na última quarta-feira, 17, um projeto de lei que implementa nas escolas da rede municipal de ensino merendas para os estudantes que não consomem trigo ou lactose e para os vegetarianos.

“Não podemos viver a ditadura da salsicha”, afirmou o vereador Afrânio Boppré (PSOL), criador do projeto de lei. “Se a escola é a continuidade da educação de casa, não podemos impor uma dieta com carne para crianças e adolescentes de famílias que não fizeram essa escolha.”

A merenda vegetariana é uma das opções que será oferecida, da mesma forma que hoje é oferecida uma alimentação livre de trigo e de derivados do leite. A rede municipal também tem uma portaria que proíbe refrigerantes e frituras na merenda escolar.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Contudo, para que o projeto vire lei, é preciso que ele seja sancionado pelo Prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Junior (PSD). A Câmara acredita que o projeto tem tudo para ser sancionado, já que a verba destinada à merenda escola vem do governo federal e não dos cofres da Prefeitura.

Dados do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) dizem que 8% da população brasileira é vegetariana. Mas, este índice é maior em Florianópolis, segundo a Associação Nacional Vegetarianismo. Cerca de 40 mil florianopolitanos, ou seja, 10% da população são vegetarianos.

Todas as imagens: Reprodução / Com informações do Uol.

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar