Pioneira, Los Angeles recicla garrafas PET para asfaltar ruas

O produto chega a ser 8 a 13 vezes mais forte que o asfalto convencional.


Los Angeles recicla garrafas PET para asfaltar ruas
PUBLICIDADE ANUNCIE

A prefeitura de Los Angeles, capital da Califórnia e segunda cidade mais populosa dos Estados Unidos, com 4 milhões de habitantes, lançou uma nobre iniciativa com a intenção de aproveitar os resíduos plásticos reciclados para fabricar asfalto usado na pavimentação de ruas.

Para isso, fragmenta-se todo o plástico reciclado em pedaços minúsculos, que são fundidos e transformados em óleo. Tal composto substitui o betume.

Em seguida, o óleo é misturado com resíduos de asfalto triturado e utilizado na pavimentação de ruas, autoestradas e avenidas. A grande vantagem desse processo é a redução do impacto ambiental, pois milhares de garrafas PET são reaproveitadas. Além disso, a técnica permite reciclar o asfalto já danificado.

Los Angeles recicla garrafas PET para asfaltar ruas
Foto: Reprodução/Technisoil Industrial

Plástico reciclado na pavimentação de ruas

A prefeitura de Los Angeles pretende estabelecer dezenas de pontos de coleta em toda a cidade para arrecadar o volume necessário – algumas toneladas para o asfaltamento de uma única rua – de plástico a ser transformado em óleo.

Leia também: Microempreendedor produz vasos artesanais e tijolos com isopor reciclado em MG

A técnica de fragmentação foi desenvolvida pela Technisoil, empresa norte-americana que até o final deste ano irá testar sua tecnologia em uma rua no centro de Los Angeles. Caso tudo ocorra bem, o asfalto plástico será introduzido no programa de pavimentação de estradas da capital californiana.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Estima-se que a aplicação do asfalto plástico reduza os custos de material com pavimentação em até 25%.

Los Angeles recicla garrafas PET para asfaltar ruas
Toneladas de garrafas PET serão recicladas para a pavimentação de ruas e autoestradas de Los Angeles. Foto: Cn0ra/iStock

De acordo com a Technisoil, testes realizados em laboratório demonstraram que o produto chega a ser 8 a 13 vezes mais forte que o asfalto convencional. Sendo mais resistente e durável, o Departamento de Serviços de Rua de Los Angeles afirma que seu uso “pode reduzir significativamente os custos de manutenção”.

Eis aí uma alternativa muito mais viável economicamente do que o asfalto tradicional!

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Ciclo Vivo

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar